Esquinas do SUS

O que ofertamos? Histórias, contos, crônicas, narrativas livres sobre caminhos, falhas, acertos, soluções, desafios de um sistema de saúde que se constrói e resiste cotidianamente há mais de 30 anos. É um espaço aberto, apartidário, integrado por pessoas comprometidas com o Sistema Único de Saúde (SUS) que lutam por uma sociedade mais equânime e solidária.

Por que esquinas do SUS? Uma esquina é o encontro de duas ruas onde se cruzam diferentes histórias. É o que ajuda a esquadrinhar uma cidade, dá curvas e delimita o espaço, se torna referência. Também é um ponto de encontro, reunião de amigos, oportunidades de trabalho, onde muitos momentos da vida acontecem, bons ou ruins. Várias esquinas formam um território que para a saúde pública é onde se revela as condições de saúde da comunidade, das famílias, se chega ao cidadão. No território se materializa a rede de atenção à saúde, unidades básicas de saúde, urgências e emergências, hospitais, onde se faz presente as ações de vigilância, de prevenção e de promoção da saúde. No território da saúde é onde o cidadão exerce seu direito à universalidade de acesso, à integralidade do cuidado e à equidade da atenção, onde exerce a cidadania. Esquinas do SUS é um espaço para esta reflexão, um momento para uma pausa, um café, um papo, para refletir o quanto as ações de saúde pública estão imbricadas no cotidiano de uma sociedade.

Como participar? Escreva para nós sobre um acontecimento ou uma reflexão sobre temas do cotidiano da saúde pública, sendo você um usuário do SUS, profissional de saúde, estudante, acadêmico, gestor ou como um observador ativo da vida.

Sugerimos textos com até duas laudas, que você pode enviar para o email – esquinasdosus@gmail.com


O SUS que acolhe, cuida e salva

Toda vez que inicio minha jornada de trabalho no Sistema Único de Saúde (SUS), como profissional da assistência, tenho duas grandes certezas: a de precisar estar atualizado para abordar questões de saúde às vezes complexas e a de abrir minha mente para conseguir entender e cuidar das situações de sofrimento humano que nos são apresentadas. […]
Leia mais...

Empoderar o paciente

São as quatro e meia da tarde e Alex Gustaffson, depois de um dia de trabalho, toma a linha R3 do metrô rumo ao Hospital Rihov. O sol ainda está alto no céu de Jönköping, cidade da Suécia onde Alex nasceu, vive e trabalha como técnico eletrônico para uma empresa multinacional. Há um ano e […]
Leia mais...

O SUS Nascituro

Minha vida profissional passou por fases diversas. Primeiro fui médico e docente universitário; depois técnico da Diretoria Regional de Saúde em Uberlândia; mais adiante, entre 1983 e 1988, gestor municipal de saúde na mesma cidade, repetindo a dose entre 2003 e 2004. Nos meados de minha primeira gestão como Secretário de Saúde, mais exatamente em […]
Leia mais...

Choose Your Style