A Fiocruz Brasília, a Secretaria de Saúde do DF (SESDF) e a Universidade de Brasília (UnB) inauguram, no próximo dia 25, das 19h às 21h, uma série de seminários sobre “Experiências de Integração entre Vigilância em Saúde e Atenção Primária à Saúde no Enfrentamento da Covid-19”. A proposta consiste em eventos virtuais que têm como objetivo dar visibilidade às iniciativas da rede de APS do Distrito Federal no enfrentamento ao novo coronavírus, destacando estratégias de integração com a vigilância em saúde nos territórios.

Com a realização dos seminários, transmitidos pela plataforma Teams e Canal do Youtube da Fiocruz Brasília, busca-se permitir que toda a rede pública de saúde e a sociedade conheçam as experiências, propiciando a replicação e adaptação em seus territórios, identificando, ainda, oportunidades de cooperação entre as três instituições promotoras da iniciativa para o fortalecimento das ações implementadas.

A primeira edição conta com a colaboração da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS/OMS), e com a participação de integrantes de experiências desenvolvidas no âmbito do DF que compõem a iniciativa da OPAS “APS Forte no SUS no combate à pandemia” (saiba mais aqui). Para as outras edições, serão abertas inscrições para seleção das experiências. Os detalhes serão divulgados nos próximos dias.

Os seminários serão compostos por painéis virtuais, com a participação de três expositores que apresentarão suas respectivas experiências, selecionadas ao longo da realização das edições. A previsão é que os eventos sejam realizados quinzenalmente, às terças-feiras, e em horários que propiciem a participação dos trabalhadores da saúde. Os detalhes dos eventos, aberto ao público, serão divulgados nos próximos dias. As experiências serão selecionadas por representantes da Fiocruz Brasília, UnB e SESDF.

O DF, que já registrou mais de 100 mil casos de Covid-19 em todas as regiões administrativas, possui diversas ações em curso nas unidades de saúde, incluindo vigilância e atenção primária à saúde. Ao todo, são 173 unidades básicas de saúde (UBS), que têm buscado adotar práticas locais para adequar as macro-estratégias à realidade local, fortalecendo o enfrentamento à pandemia. Na Fiocruz Brasília, os seminários são organizados por meio da Plataforma de Inteligência Cooperativa de Apoio à Atenção Primária – Picaps.

Recommend to friends
  • gplus
  • pinterest