Unidades Básicas de Campo Grande iniciam o processo de ampliação do horário de atendimento

A partir da próxima segunda-feira (07/01) as unidades básicas de saúde de Campo Grande iniciam o processo de ampliação do horário de atendimento. De acordo com a resolução publicada na edição desta sexta-feira (04) do Diário Oficial do município (Diogrande), oito unidades já devem funcionar de 07h às 19h ininterruptamente, ou seja, sem intervalo para almoço. Campo Grande integra o Laboratório de Inovação em APS Forte, desenvolvido pela Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), que participa as cidades de Porto Alegre, Teresina e o Distrito Federal.

Para o secretário municipal de Saúde, Marcelo Vilela, a medida visa facilitar o acesso e consequentemente melhorar a assistência à população.

“Vamos garantir que o paciente tenha acesso ao serviço de saúde e oportunizar que ele receba o atendimento. Muitos deixar de buscar o atendimento na atenção básica justamente por causa do horário. Desta forma, vamos garantir ao cidadão que trabalha o dia inteiro um tempo a mais para que ele possa buscar o atendimento perto de casa, inclusive, sem a necessidade de precisar chegar horas antes e ficar esperando dias para agenda uma consulta”, disse.

Nesta primeira etapa terão o horário estendido as seguintes unidades:  UBSF Moreninha, UBSF UBSF Nova Bahia,  UBSF Vila Fernanda,  UBSF Vila Nasser,  UBSF Santa Carmélia, UBSF Jardim Botafogo, UBSF  Iracy Coelho e  UBSF Los Angeles, além da UBSF Portal Caiobá que já teve o atendimento ampliado implantado. Em dias de coleta de exames laboratoriais, as unidades abrirão às 06h, conforme definido por cada unidade.

Conforme o cronograma definido pela Secretaria Municipal de Saúde (SESAU) ao menos três unidades de saúde de cada um dos sete distritos urbanos de Campo Grande devem ter o horário ampliado até o fim do mês.

Com isso, 21 das 68 unidades da rede passarão a funcionar em horário diferenciado ainda este mês, incluindo a Clínica da Família – Nova Lima que já funciona de 07h às 19h.

FLUXO DE ATENDIMENTO

O paciente ao chegar na UBS ele é recepcionado por uma profissional que conhece todo o funcionamento da unidade de saúde, sendo encaminhado para os respectivos setores. No caso da demanda espontânea (sem consulta agendada) a necessidade deste paciente é ouvida e avaliado a gravidade da demanda, sendo atendido em tempo adequado.

Se o problema for agudo, o paciente é encaminhado para uma equipe que estará preparada para classificar a gravidade da necessidade, ou seja: se necessita de atendimento imediato, prioritário ou pode ser atendido no mesmo dia. Essa classificação de risco visa determinar enquanto tempo ele será atendido.

fluxograma-acolhimento-a-demanda-espontânea

Como o próprio nome diz, em situações de atendimento imediato, os profissionais da unidade básica de saúde (enfermeiros, técnicos de enfermagem e médicos) se mobilizam para prestar o atendimento adequado e em situações graves encaminharem o paciente para uma unidade de pronto atendimento.

Se o caso for classificado como prioritário, o paciente será estabilizado e atendido pelo médico ou enfermeiro no intervalo entre as consultas programadas. Se o caso for mais simples, o paciente terá a consulta agenda para o mesmo dia, tendo a sua demanda atendida, conforme mostra o fluxograma abaixo.

Após o atendimento necessário o paciente será orientado, encaminhado e receber as orientações necessárias para a continuidade do tratamento, com oferta dos vários serviços oferecidos na unidade.

Recommend to friends
  • gplus
  • pinterest
Voltar