Saúde mental e acolhimento na capital paulista

A expertise dos trabalhadores e a supervisão da equipe técnica embasaram um projeto de cuidado aos trabalhadores do SUS em São Paulo – SP, visando à manutenção da saúde mental e ao acolhimento dos profissionais. De acordo com o terapeuta ocupacional e gestor do CAPS IJ Penha, Danny Martin Van de Groes, foi promovido um trabalho de escuta qualificada, atentando ao cuidado e às notas técnicas sobre Covid-19.

A metodologia envolveu pactuação com gestores, convite aos apoiadores, encontros semanais, atividades prioritariamente grupais, acolhimentos individuais, garantia de sigilo, supervisão semanal para os apoiadores e articulação de rede de suporte. Durante 15 semanas de acompanhamento, foram ofertados 45 serviços para mais de três mil funcionários.

Esta experiência foi apresentada no debate “Segurança dos pacientes começa pelos cuidados com trabalhadores da saúde” transmitido pelo Portal da Inovação na Gestão do SUS, no dia 17 de setembro. Este relato participa da iniciativa APS forte no SUS no combate à pandemia, promovida pela OPAS/OMS no Brasil e o Ministério da Saúde.

Veja a apresentação:

Assista ao debate na íntegra:

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Comentários