APSREDES

Resultados da 15ª Conferência Nacional de Saúde

15cns

A 15ª Conferência Nacional de Saúde, coordenada pelo Ministério da Saúde e pelo Conselho Nacional de Saúde, começou na última terça-feira (1°) e encerrou nesta sexta com oito diretrizes, 40 proposições e 27 moções resultantes das discussões em 28 grupos de trabalho, dos quais participaram usuários, prestadores de serviço, gestores e trabalhadores do Sistema Único de Saúde (SUS) em todo o país.

“Quando a gente olha para o SUS, a gente sabe que há conquista. Temos que valorizar o SUS todo dia, 24 horas por dia. E isso significa garantir vacinas, transplantes, vigilância sanitária e epidemiológica, tratamento das pessoas com deficiência, medicamentos gratuitos ou com desconto. Tudo isso é a complexa articulação de pessoas que garantem o SUS, e que mudam para melhor a vida dos brasileiros”, defendeu a presidenta Dilma Rousseff, diante de 6,5 mil participantes da 15ª Conferência Nacional de Saúde que lotaram o Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília (DF), no encerramento ocorrido na última sexta-feira (04).

O relatório final, aprovado em plenária, será entregue aos gestores da Saúde na União, estados e municípios e monitorado pelos conselhos de saúde, que promovem reuniões mensais. “São orientações políticas e técnicas da sociedade para o funcionamento do SUS nos próximos quatro anos. Elas formam o instrumento de formatação dos documentos de gestão e do controle social”, explica o conselheiro Ronald Ferreira dos Santos, presidente da Federação Nacional dos Farmacêuticos. Foram oito os eixos temáticos que nortearam os debates: “Direito à saúde, garantia de acesso e atenção de qualidade”; “Participação e controle social”; “Valorização do trabalho e da educação em saúde”; “Financiamento do SUS e relacionamento público-privado”; “Gestão do SUS e modelos de atenção à saúde”; “Informação, educação e política de comunicação do SUS”, “Ciência, tecnologia e inovação no SUS” e “Reformas democráticas e populares do Estado”.

foto-socorro-604x270Em artigo, a presidenta do Conselho Nacional de Saúde e coordenadora-geral da 15ª Conferência Nacional de Saúde, Socorro de Souza, avalia que a 15ª recuperou e ampliou o caráter político e popular das conferências de saúde. Resgatou, assim, o espírito dá 8ª CNS, de 1986, responsável pela criação do Sistema Único de Saúde (SUS).

Leia a íntegra

Fonte – Ministério da Saúde e Conselho Nacional de Saúde

Foto – Conselho Nacional de Saúde

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram