APSREDES

Sete experiências na atenção à saúde de Adolescentes e Jovens

3-620x310

Está disponível a publicação Experiências Exitosas do Laboratório de Inovação na Atenção à Saúde de Adolescentes e Jovens (1a Edição) que aponta sete práticas inovadoras realizadas no Sistema Único de Saúde (SUS) com alto potencial de replicação pelos serviços de saúde. O objetivo é qualificar a atenção integral à saúde prestada a este público que corresponde a 36% da população brasileira, cerca de 52 milhões de pessoas entre 10 e 24 anos. “As experiências destacadas são uma amostra importante de que é possível inovar no atendimento de adolescentes e jovens no SUS”, afirma Thereza DLamare Franco Netto, coordenadora-geral de Saúde dos Adolescentes e Jovens do Ministério da Saúde. O Laboratório de Inovações é fruto da parceria entre Organização Pan-Americana da Saúde (Opas/OMS) e Ministério da Saúde.

A publicação técnica NavegadorSUS também descreve a metodologia do trabalho utilizada para identificar as inovações assim como contextualiza a evolução da medicina de adolescente à atenção integral preconizada pelo SUS. O Laboratório de Inovações selecionou 18 experiências, de um total de 90 inscritas, para a visita “in loco”, etapa onde as experiências foram sistematizadas e apontadas como inovadoras. “O que mais chamou a atenção do Grupo de Trabalho foi a inovação e o êxito atingido apesar de grandes dificuldades enfrentadas pelos serviços de saúde”, destaca a pesquisadora Maria Ignez Saito, que dividiu a coordenação do Laboratório de Inovação com a médica e pesquisadora Maria Helena Ruzany. Destas 18 práticas, foram escolhidas sete para compor a publicação técnica por atenderem de maneira irretocável os requisitos do edital  e com forte potencial de se transformarem em modelos para o SUS. As experiências foram visitadas no segundo semestre de 2014.

Conheça as experiências selecionadas por ordem de excelência:

Rio de Janeiro – Rede de Adolescentes e Jovens Promotores da Saúde – Secretaria Municipal da Saúde do Rio de Janeiro – SMS RJ – (RAP da saúde e Adolescentro espaço jovem Paulo Freire).

Bahia – Salvador – Distrito Sanitário Cabula/Beiru (Adolescer com arte: um exemplo de protagonismo juvenil).

Minas Gerais – UFMG / Hospital das Clínicas (Arte na Espera: tecendo uma rede de acolhimento para o adolescente e para a família)

Santa Catarina – Unidade de Saúde da Família Jardim Sofia (Jovem Vencedor: experiência em Saúde da Família).

Rio Grande do Sul – Prefeitura Municipal de Novo Hamburgo (Multiplicadores adolescentes do Programa Saúde da Escola de Novo Hamburgo – a prevenção entre pares).

Amazonas – SMS de Manaus (Implantação da Caderneta de Saúde do Adolescente no município de Manaus).

Acre – SES (Desafio da intersetorialidade no cuidado integral da saúde de adolescentes em medidas socioeducativas do Acre).

Acesse a publicação Experiências Exitosas do Laboratório de Inovação na Atenção à Saúde de Adolescentes e Jovens (1a Edição)

Vanessa Borges, jornalista do Portal da Inovação em Saúde

 

 

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram