OPAS e Cofen realizam reunião para refletir sobre o papel da Enfermagem no fortalecimento do SUS

A Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) no Brasil e o Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) realizaram uma reunião técnica, no dia 23 de abril, para discutir o papel da Enfermagem no fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS). Entre as propostas defendidas está a implantação da Prática Avançada em Enfermagem na Atenção Primária à Saúde (APS). Além da diretoria e conselheiros do Cofen, participaram da reunião representantes da Associação Brasileira de Enfermagem em Família e Comunidade (Abefaco), da Associação Brasileira de Obstetrizes e Enfermeiros Obstetras (Abenfo), da Associação Brasileira da Enfermagem (Aben), da Associação Nacional de Auxiliares e Técnicos de Enfermagem, do Ministério da Educação, da OPAS/OMS no Brasil, da OPAS em Washington e da OMS em Genebra, entre outros.

“A prática avançada da Enfermagem na APS é um temática importante para a melhoria do acesso e da qualidade da atenção prestada na APS”, enfatizou o presidente do Cofen, Manoel Néri. ˜Este é um dos caminho que a OPAS acredita que responde ao desafio de ampliar o acesso às ações e serviços na APS”, ressalta Mónica Padilla, coordenadora da Unidade Técnica de Capacidades Humanas para a Saúde da OPAS/OMS no Brasil.

“A partir de abril vamos promover oficinas nos Estados para tratar sobre a implantação dos Protocolos de Enfermagem na Atenção Primária, que são os instrumentos que definirão as atribuições dos profissionais de Enfermagem na APS”, explica Nádia Ramalho vice-presidente do Cofen, se referindo aos trabalhos da comissão técnica no Cofen que acompanha a temática, desde 2016.

A Prática Avançada em Enfermagem na maioria dos países, especialmente, da Europa tem respondido aos desafios de melhorar o acesso aos cuidados de saúde, em contextos com dificuldades no provimento e fixação de profissionais de saúde; melhorar a qualidade dos cuidados, atendendo às novas formas de organização do trabalho em saúde, do acompanhamento e orientações aos cidadãos e no autocuidado em saúde e; reduzir os custos e gastos em saúde.

No marco dos acordos globais e regionais, tais como a Agenda 2030, os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e a Estratégia de Recursos Humanos para o Acesso Universal à Saúde e Cobertura Universal de Saúde (CSP 29/10), o fortalecimento do papel do enfermeiro é uma iniciativa promissora para melhorar o acesso aos serviços e a qualidade da assistência que considere as necessidades de saúde da população, pois representam aproximadamente 50% da força de trabalho na maioria dos países.

Neste contexto, foi apresentada durante a reunião a Estratégia Global de Orientações para o fortalecimento da Enfermagem e Obstetriz para o período 2016–2020, da OPAS/OMS. Também foi distribuída aos participantes a “Diretriz Estratégica para a Enfermagem na Região das Américas”, traduzida para o Português, que será lançada em maio, pela OPAS/OMS, em que propõe linhas de ações para o avanço e o fortalecimento da enfermagem nos sistemas e serviços de saúde.

Situação global da Enfermagem

A diretora da Unidade de Enfermagem da OMS em Genebra, Elizabeth Iro, também informou nesta reunião que a OMS está preparando um relatório sobre a situação global da Enfermagem e que solicitará, em breve, aos países-membros dados e informações sobre a categoria, que representa a maior força de trabalho em saúde. “Selecionamos em torno de 40 indicadores e pretendemos reunir dados relativos à educação, à regulação, ao emprego e fluxos do mercado de trabalho, governança e liderança, entre outros temas, de cada país”, explicou Iro. “Os países precisam apoiar a produção de pesquisas no campo da enfermagem para que as decisões nas políticas públicas sejam baseadas em evidências científicas e, assim, possamos fazer uma mudança significativa nos sistemas de saúde”, defendeu Iro.

Para responder ao chamado da OMS, será formado um grupo de trabalho coordenado pelo Cofen e pela OPAS/OMS no Brasil para mobilizar o governo federal a fim de enviar as principais evidências científicas sobre o setor.

Acesse a apresentação da Dra Elizabeth Iro/OMS

Brazil Tuesday 23 April 2019

 Fonte – Portal da Inovação 

Recommend to friends
  • gplus
  • pinterest
Voltar