APSREDES

OPAS destaca urgência de investimento para reter equipes de Enfermagem

capa-enf

Com 9 milhões de profissionais, a Enfermagem representa mais da metade da força de trabalho em Saúde nas Américas. Infográfico publicado na quinta-feira (12) pela Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS/OMS) destaca o papel de liderança na resposta à pandemia de Covid-19 e a urgência de traduzir o reconhecimento em efetivo apoio organizacional e governamental.

da atenção em rede.

 

A OPAS destaca a importância de investir na formação, emprego, prática e liderança em Enfermagem. O investimento em formação fortalece a contribuição dos enfermeiros, assegurando um acesso mais equitativo e melhoria dos resultados da Saúde, na avaliação da entidade.

O Brasil se destaca dentre os 33 países da América Latina e Caribe, com 75% dos programas de doutorado em Enfermagem. Desde 2015 o Conselho Federal de Enfer

magem (Cofen) tem articulado, com a OPAS, o mapeamento e consolidação das práticas avançadas de Enfermagem como instrumento para a universalização e aumento da resolutividade

Retenção da Força de Trabalho – É preciso também melhorar os salários para garantir a retenção de enfermeiros, além de garantir incentivos como formação continuada e planos de carreira, ressalta o documento. Aprovado na Câmara e no Senado, o PL 2564/2022, que institui o Piso Salarial Nacional para enfermeiros, técnicos e auxiliares de Enfermagem, aguarda sanção presidencial. “Fruto de ampla pactuação e diálogo, o PL traz dignidade salarial para os profissionais”, avalia a presidente do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), Betânia Santos.

A OPAS/OMS pontua, ainda, a importância da criação e fortalecimento de cargos de alta liderança para a gestão da força de trabalho e políticas públicas de Saúde, e de programas de liderança em Enfermagem. Neste mês da Enfermagem, a diretora da OPAS/OMS, Carissa Etienne, apelou aos países-membros que aumentem seus esforços para formar e reter a força de trabalho da Enfermagem.  “Em todas as Américas, profissionais da Enfermagem enfrentaram bravamente a sobrecarga da pandemia e muitos lutaram contra o esgotamento e condições de saúde mental, com alguns saindo da área e outros deixando a força de trabalho”, disse a diretora, em entrevista coletiva.

Clarissa homenageou os profissionais da área por seu decisivo papel no cuidado às pessoas com Covid-19 e terem sido fundamentais na aplicação de 1,8 bilhão de doses da vacina contra a doença no continente. “Hoje, profissionais da Enfermagem levam o duplo peso de cuidar de pacientes com Covid-19 e recuperar pessoas que perderam os exames de rotina nos últimos dois anos”, lembrou a diretora da OPAS.

Com um déficit de enfermeiras e enfermeiros estimado em 1,8 milhão até 2030 nas Américas, seria essencial, para a OPAS, que “dobremos os investimentos no aumento de nossa força de trabalho de Enfermagem e cuidemos dos profissionais existentes para que possam continuar cuidando de nós”.

 

 

Fonte: Cofen

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe

Laboratório de Inovação em Política Nacional de Saúde Bucal

Inscrições abertas para o Laboratório de Inovação em Política Nacional de Saúde Bucal
Brasil Sorridente até 07 de agosto