APSREDES

Opas define prioridades para avançar em cobertura e acesso universal à saúde

A Estratégia para o Acesso Universal à Saúde e Cobertura Universal de Saúde reposiciona as discussões da Opas nos temas de saúde emarca uma nova etapa no processo de cooperação técnica com os países da Região das Américas. Este foi um dos apontamentos da reunião regional do Departamento de Sistemas e Serviços de Saúde da Opas, que discutiu durante três dias (29/6 a 1/7), as prioridades para o próximo biênio em face da nova orientação política. Compartilhar experiências entre os países e fortalecer as capacidades dos sistemas de saúde em algumas áreas pontuais, como economia em saúde, financiamento em saúde, política de recursos humanos e questões de acesso aos medicamentos de alto custo, também foram elencados como prioritários para avançar na implantação da Estratégia para o Acesso Universal à Saúde e Cobertura Universal de Saúde, resolução aprovada pelos países das América na reunião do Conselho Consultivo da Opas em outubro de 2014.

“É um momento de ouro para a cooperação técnica internacional. Respeitando o contexto político em que várias reformas dos sistemas de saúde ocorrem na Região das Américas, vamos trabalhar para impulsionar a implantação da Estratégia para o Acesso Universal à Saúde e Cobertura Universal de Saúde”, defendeu o diretor do departamento de Sistemas e Serviços da Opas, James Fitzgerald, no encerramento do encontro. “Nós temos uma responsabilidade adicional como organismo de cooperação técnica. Temos a oportunidade de impulsionar a política de saúde para ser mais inclusiva, equitativa, igualitária, beneficiando mais cidadãos”, ressaltou o representante do escritório da Opas no Brasil, Joaquín Molina.

Consultores de pelo menos 25 escritórios da Opas nas Américas participaram das discussões promovidas pelo Departamento de Sistemas e Serviços da Opas. Foram apresentadas várias experiências dos países especialmente sobre organização de redes integradas de serviços baseadas na Atenção Primária à Saúde e discutidos temas prioritários como o fortalecimento da regulação e governança dos sistemas, financiamento da saúde, incorporação de tecnologias e medicamentos pelos sistemas de saúde.

A metodologia de trabalho dos Laboratórios de Inovação, desenvolvido pela Opas no Brasil com o Ministério da Saúde e outros parceiros, foi colocada à disposição para ser utilizada pelos pares em outros países e potencializar a divulgação de experiências inovadoras em sistemas e serviços de saúde. “A metodologia é bastante flexível e se adapta as necessidades dos serviços. Com ela é possível sistematizar uma experiência que propõe soluções para problemas comuns aos serviços de saúde”, destacou o coordenador da unidade técnica de Sistemas e Serviços da Opas Brasil, Gerardo Alfaro.

Leia a entrevista com o diretor do departamento de Sistemas e Serviços da Opas, James Fitzgerald.

Vanessa Borges, para o Portal da Inovação em Saúde

Foto – Guilherme Kardel

 

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram