Autora: Vitória Ferreira do Amaral

Coautores: Osmar Arruda da Ponte Neto, Francisca Izarlândia Sousa Aragão, Angeline Paiva do Nascimento e Tiara Bruna Teixeira Teodosio

O Centro de Saúde da Família (CSF) de Sobral/CE assegurou as consultas de enfermagem às mulheres puérperas, que foram acompanhadas no pré-natal, durante a pandemia. As consultas ocorrem de forma segura, por videochamadas, exceto em casos de urgência e emergência. Desde 15 de julho, as consultas em domicílio voltaram com todo cuidado para evitar contaminação, usando aparato das roupas para avaliação da criança com toda a proteção, ficando ao critério da mãe decidir se prefere a visita presencial ou por videochamada.

“As puérperas após alta hospitalar ou até o sétimo dia após o parto são contatadas por meio de videochamada, via WhatsApp. É realizada uma entrevista pela enfermeira para avaliação da puérpera e do recém-nascido, com duração de 40 a 60 minutos. Durante a consulta busca-se identificar possíveis alterações físicas ou psicológicas, sendo sempre observada a interação da mãe-bebê. Também são passadas orientações sobre a prática do aleitamento materno, cuidados com o recém-nascido, a importância da alimentação saudável, bem como, o enfoque aos sinais de risco e alerta, como o ingurgitamento mamário, pega inadequada da mama e icterícia neonatal, entre outras. A avaliação física é guiada pela enfermeira à puérpera, avaliando mamas, incisões cirúrgicas das cesáreas e coto umbilical, por exemplo. Por vezes, a avaliação pode ser complementada com o envio de fotos registradas pelas próprias puérperas”, explica Vitória Ferreira, enfermeira de família e comunidade. O Centro de Saúde também faz telemonitoramento de outros usuários do SUS suspeitos de COVID19.

A visita puerperal é realizada só uma vez, depois são realizadas as pluriculturas, consultas periódicas para avaliação das crianças até os 5 anos de idade. “Tivemos oito gestantes, duas crianças com menos de 1 ano e uma puérpera positivadas para COVID19, todas se recuperaram”, relata Ferreira.

Vitória Ferreira também explicou que “toda gestante é acompanhada pela estratégia Trevo de 4 folhas, uma iniciativa do município, que envia o relatório com as informações do recém-nascido, nenhuma das mulheres que acompanhamos ficou de fora. A estratégia foi criada em Sobral/CE para o acompanhamento das crianças, mortalidade infantil, acompanhamento de gestantes e puérpera, e conta com o projeto Mãe Social, usuárias do próprio território que recebem qualificação para acompanhar a puérpera e ajudá-la com o recém-nascido”.

“Desde a inserção da nova estratégia foram realizadas vinte consultas por videochamadas, adaptando a linha de cuidado de forma inventiva, proporcionando a continuidade do cuidado de modo integral a puérpera e ao neonato. A estratégia é potente para manutenção e fortalecimento de vínculos entre a equipe do CSF, as puérperas e suas famílias. Além disso, é de baixo custo e de fácil implementação, conseguindo em meio à pandemia e isolamento social, aproximar, criar afetos, e oportunizar a continuidade dos cuidados, de forma integral, à mulher, ao recém-nascido e à família”, finaliza Vitória Ferreira.

APS FORTE - Atenção continuada à puérpera e neonato em Sobral/CE durante a pandemia

Recommend to friends
  • gplus
  • pinterest