APSREDES

Município de Curitiba-PR inova ao incluir o manejo da depressão na Atenção Primária à Saúde

A SMS de Curitiba-PR inclui o manejo da depressão em 13 Unidades Básicas de Saúde (UBS), como parte das atividades do Laboratório de Inovações instituído pelo município em 2010, voltado também para outras condições crônicas como diabetes e a hipertensão. O psiquiatra Gustavo Adam da Secretaria de Saúde de Curitiba, em entrevista para o Portal, destaca algumas técnicas adotadas no manejo da depressão como autocuidado e técnicas motivacionais.

 

A Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba inova ao implantar o manejo da depressão em treze Unidades Básicas de Saúde (UBS). A expectativa é a de que 3% dos usuários de cada UBS, cerca de 300 pessoas, sejam assistidas por meio desse novo modelo de atenção.

 

A mudança de comportamento tanto dos profissionais de saúde como dos usuários é o foco do manejo desse transtorno, explica o psiquiatra Gustavo Pradi Adam, que trabalha na equipe da Coordenação de Saúde Mental, do Centro de Informação em Saúde da SMS Curitiba. “O autocuidado e técnicas motivacionais são algumas das estratégias adotas no manejo da depressão” destaca Adam.

 

O manejo da depressão faz parte das atividades do Laboratório de Inovações instituído pelo município no segundo semestre de 2010, voltado também para outras condições crônicas como a diabetes e a hipertensão. O psiquiatra alerta que a depressão está associada a diversas condições de saúde como as cardiovasculares, endocrinológicas, neurológicas e renais, além dela gerar vasto prejuízo para a sociedade e para a vida do paciente.

 

Antes de adotar o programa, o município organizou a atenção à saúde, implantando tecnologias necessárias para o manejo de condições crônicas, como prontuário eletrônico, delimitação do território de abrangência de cada UBS e estratificação de risco da população. “A presença do psiquiatra no ambulatório das UBS para supervisão e atendimento compartilhado também é fundamental para o manejo da depressão”, ressalta Adam.

 

Saiba mais sobre esta experiência de Curitiba no Portal Redes de Atenção e APS, que entrevista o psiquiatra Gustavo Pradi Adam, do Centro de Informação em Saúde da SMS – Curitiba/PR.

 

Vanessa Borges

Agência de notícias do Portal Redes de Atenção e APS

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram