Mobilização na OPAS em defesa do SUS

Como parte das atividades de celebração do Dia Mundial da Saúde cerca de 200 participantes fizeram uma corrente solidária em defesa do SUS – sistema considerado pela OPAS uma referência para as Américas e cujo fortalecimento representa um importante caminho para o alcance no país da saúde universal. Além de abraçarem o edifício da OPAS, os participantes escreveram a palavra SUS no gramado.

“Estamos convencidos que o direito à saúde não é algo abstrato. Ele se concretiza por meio da cobertura e do acesso efetivo a serviços de boa qualidade, integrais e presentes em todo o território”, destacou Socorro Gross. Conforme apontado no relatório da OPAS “30 anos de SUS – Que SUS para 2030?”, o principal mecanismo para induzir a expansão da cobertura de atenção primária no Brasil tem sido a consolidação da Estratégia de Saúde da Família (ESF). Esse modelo, quando comparado a outras formas de organização de APS existentes no país, apresenta melhores resultados quanto à ampliação do acesso ao sistema de saúde e em indicadores como diminuição de internações por condições sensíveis à APS (que são internações evitáveis) e redução da mortalidade infantil, materna e por causas preveníveis.

 

Foto – OPAS