APSREDES

LIS PICS – OPAS e Ministério da Saúde visitam experiências para gravação de documentários em vídeo

Fonte: Filmagem na Farmácia Viva em Jardinópolis/SP

As Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (PICS) trazem estratégias de cuidados inovadoras, baseadas em conhecimentos ancestrais, e que há mais de uma década ganha protagonismo nos serviços públicos de saúde, em todos os níveis de atenção à saúde. Para conhecer em profundidade o trabalho das PICS no SUS, a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) e o Ministério da Saúde estão acompanhando seis experiências provenientes de São Paulo, Ceará, Mato Grosso do Sul e do Distrito Federal por meio da metodologia do Laboratório de Inovação em Saúde. https://apsredes.org/lis-pics/

Nesta semana, a equipe de trabalho está em Mato Grosso do Sul, captando entrevistas de gestores, profissionais de saúde, usuários e imagens do  cultivo de fitoterápicos, produção, processamento e distribuição dos medicamentos naturais. “Estamos em um terceiro momento do projeto que consiste nas gravações das experiências escolhidas e, até então, já fizemos cinco visitas, restando a filmagem do Projeto 4 Varas em Fortaleza. As experiências demonstram o potencial das PICS como recursos terapêuticos de grande eficácia e aceitabilidade dos usuários, terapeutas e profissionais de saúde, demonstrando a importância dessas terapias no cuidado à saúde”, explicou Christiane Matos, coordenadora nacional de PICS na Secretaria de Atenção Primária à Saúde, do Ministério da Saúde.

No segundo semestre de 2021, as visitas ocorreram no complexo do Hospital das Clínicas de São Paulo (HCFMUSP), no Hospital do Servidor Público Municipal de São Paulo/SP, e nas unidades de saúde no Distrito Federal, desde a atenção básica e até a média e alta complexidade da atenção.

O projeto conta com o primeiro momento das visitas técnicas in loco para conhecer cada uma das seis experiências; o segundo momento foi o lançamento do projeto, e as lives realizadas para intercâmbio de conhecimento; e, o terceiro está sendo a captação das conteúdo para o documentário em vídeo. “Estamos programando ainda a publicação técnica na qual trará a sistematização das experiências. A iniciativa se encerrará com um seminário nacional que será transmitido ao vivo e divulgado oportunamente”, conclui.

 

Confira as experiências participantes:

 

– Farmácia da Natureza (Farmácia Viva), realizada na cidade de Jardinópolis (SP), capacita profissionais de saúde visando estimular o uso racional de plantas medicinais e fitoterápicos com qualidade, segurança e eficácia no SUS.

– O Programa de Práticas Integrativas em Saúde do Instituto de Psiquiatria, da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, oferece vários tratamentos terapêuticos para pacientes do Centro de Reabilitação e Hospital Dia Adulto.

– O Programa de Práticas Integrativas do Hospital do Servidor Público Municipal de São Paulo, com 22 anos de existência, é referência na oferta de cuidados em saúde por meio da medicina tradicional chinesa.

– A Secretaria de Saúde do Distrito Federal participa do Laboratório de Inovação com a experiência da Política Distrital de Práticas Integrativas em Saúde, que celebra sete anos da implementação da PICS nos serviços de saúde da capital federal.

– O projeto 4 Varas une conhecimento científico com o popular em Fortaleza para cuidar da saúde dos usuários do SUS.

– A implementação da Terapia de Florais na Estratégia de Saúde da Família/SUS em Mato Grosso do Sul participa do Laboratório de Inovação para mostrar os benefícios dos florais para a melhoria da saúde.

As PICS tem como principal objetivo melhorar a qualidade de atendimento do usuário e da população como um todo. Atualmente, 29 práticas são oferecidas no SUS: apiterapia, aromaterapia, arteterapia, ayurveda, biodança, bioenergética, constelação familiar, cromoterapia, dança circular, geoterapia, hipnoterapia, homeopatia, imposição de mãos, medicina antroposófica, medicina tradicional chinesa/acupuntura, meditação, musicoterapia, naturopatia, osteopatia, ozonioterapia, plantas medicinais e fitoterápicos, quiropraxia, reflexoterapia, reiki, shantala, terapia comunitária integrativa, terapia de florais, termalismo social/crenoterapia, e yoga.

 

Para mais informações, acesse: https://apsredes.org/lis-pics/

 

 

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram