APSREDES

IMPLANTAÇÃO DO PROTOCOLO DE ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM AO ADULTO NA DEMANDA ESPONTÂNEA DA APS

Tema do relato:
Enfermagem no contexto das Redes de Atenção à Saúde/do SUS

Sua experiência está relacionada a que área:
Atenção em saúde

Instituição onde a experiência se desenvolve/desenvolveu (serviço/instituição)
Secretaria Municipal da Saúde

Autor(es) Principal
Viviane Karina Korovsky
Autor(es)
Viviane Karina Korovsky

Situação atual da experiência
Concluída/finalizada

Data de início da experiência
2020-05-01

A Atenção Primária à Saúde (APS), enquanto um dos eixos estruturantes do SUS, possui diversos desafios, entre os quais destacam-se aqueles relativos ao acesso e acolhimento, e à efetividade e resolutividade das suas práticas. Segundo o Ministério da Saúde, o acolhimento é uma prática presente em todas as relações de cuidado, nos encontros reais entre trabalhadores de saúde e usuários, nos atos de receber e escutar as pessoas, podendo acontecer de formas variadas. Para que o acolhimento da demanda espontânea seja eficiente é necessário um modelo de acolhimento condizente com a realidade local. Em Joinville, o acolhimento está organizado por meio do Programa Melhor Acolher, o qual envolve desde o facilitador, figura que recepciona e direciona o usuário ao chegar na Unidade Básica de Saúde (UBS), conforme a necessidade do mesmo, à recepção que deve ser a mais resolutiva possível, até a Classificação de risco, realizada pelo Enfermeiro da equipe.

Galeria

Apresentação