Laboratório de Inovação: Experiência de Comunicação remota e atuante do Conselho Estadual de Saúde de Minas Gerais durante a pandemia de Covid-19

Projeto está entre os selecionados no edital lançado pelo CNS e pela OPAS

 

Em um país onde 82% da população tem acesso à internet, segundo apontam os dados da mais recente Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), divulgada no ano passado, a realidade encontrada pelo Conselho Estadual de Saúde de Minas Gerais não refletia os mesmos números. O problema estava dentro da própria casa.

Entre parte de seus integrantes, a dificuldade em relação ao mundo virtual foi mais um desafio lançado em meio à Covid-19, que se espalhava rapidamente pelo país. O obstáculo, embora existisse antes da chegada do vírus, só foi descoberto com a suspensão dos trabalhos presenciais e a implementação das reuniões virtuais.

Foi exatamente em meio às necessidades do dito “novo normal”, que os integrantes do Conselho perceberam que era preciso unir forças para que todos pudessem seguir na missão em defesa do controle social. Sem os encontros presenciais, o grupo aderiu às plataformas digitais para que as reuniões não fossem suspensas.

“Nem todos os nossos colegas do Conselho sabiam se entender com a nova realidade. No início algumas pessoas não conseguiram nem participar das reuniões virtuais. Tivemos de destacar profissionais da equipe de comunicação para auxiliar a equipe”, recorda a Conselheira Estadual de Saúde, Fernanda Coelho Carvalho, que é integrante da Mesa Diretora.

Aprendida a primeira lição, outra ideia teve início: criar mecanismos para a transmissão dos encontros, que seria feita por meio das redes sociais da entidade. A partir de então, o novo normal do Conselho estava instituído.

“Foi só depois da pandemia que começamos a testar plataformas gratuitas de vídeo chamadas e começamos a investir para dar uma atenção maior para o conteúdo das nossas redes sociais. A gente já usava as redes, mas nunca tínhamos feito transmissões das nossas reuniões online. Agora está tudo lá”, conta Fernanda.

A experiência de comunicação remota e atuante do Conselho Estadual de Saúde de Minas Gerais durante a pandemia de Covid-19 foi selecionada pelo Laboratório de Inovação – Conselhos de Saúde e Participação Social na resposta à Covid-19, uma iniciativa do Conselho Nacional de Saúde (CNS), em parceria com a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) no Brasil. O projeto busca conhecer experiências e projetos de participação social no enfrentamento à Covid-19.

O reconhecimento do projeto se deu também em ação direta para a comunidade. Um dos resultados foi a provocação feita pelo Conselho ao Ministério Público em relação a um edital para a transmissão da responsabilidade de um hospital, na cidade de Pato de Minas, para uma organização social. O Conselho já havia se manifestado contrário ao processo, que acabou tendo o edital suspenso por meio de uma liminar.

Outra ação denunciada pelo Conselho foi com relação a contratação de uma empresa sem experiência na área de saúde para gerir um hospital de campanha.

“Prova de que temos força, mas que precisamos estar atentos. Essas foram só algumas ações, mas a verdade é que a gente conseguiu manter nosso trabalho e ampliar o alcance das nossas ações”, afirma Fernanda, que festeja ainda a realização de plenárias regionais de saúde em meio à pandemia.

Saiba mais informações sobre o Laboratório de Inovação em: https://apsredes.org/participacao-social-na-resposta-a-covid-19/

 

 

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Comentários