APSREDES

Laboratório de Inovação convida 32 boas práticas na Atenção de Adolescentes e Jovens para oficina

O Laboratório de Inovação sobre Boas Práticas na Atenção de Adolescentes e Jovens recebeu 90 inscrições de experiências provenientes de todas as regiões do país, desenvolvidas por profissionais do SUS voltadas para a atenção de adolescentes e jovens, seja em hospitais, ambulatórios, postos de saúde e também por entidades vinculadas. Como o número de participantes superou as expectativas, a coordenação da Área de Saúde do Adolescente do Ministério da Saúde convida 32 experiências para uma oficina de trabalho para  aprofundar ou esclarecer pontos relevantes sobre o trabalho e, assim, selecionar 10 experiências que serão acompanhadas pela equipe do Laboratório. A oficina está marcada para os dias 25 e 26 de março, em Brasília.

Das 32 experiências convidadas, 14 são provenientes da região Sudeste e seis da região Sul. As demais contemplam outras regiões do país. Na oficina serão escolhidos 10 trabalhos que serão acompanhados in loco pela equipe do Laboratório e o relato será publicado na Série NavegadorSUS, editado pelo Ministério da Saúde e Opas Brasil.

A expectativa é que o Laboratório de Inovação sobre Boas Práticas na Atenção de Adolescentes e Jovens cumpra com o objetivo que é de reunir, identificar e valorizar as práticas inovadoras na atenção à saúde dessa população específica. Ressalta-se que todas os trabalhos inscritos farão parte de um banco de propostas de boas práticas. “Vamos dar visibilidade para essas práticas inovadoras, que atendem cerca de 51 milhões de jovens e adolescentes, parcela importante da população brasileira”, acredita Thereza de Lamare Franco Neto, coordenadora da Área de Saúde do Adolescente, do Ministério da Saúde.

A iniciativa foi concebida e desenvolvida pelo Ministério da Saúde (MS), por meio da Área Técnica de Saúde do Adolescente e do Jovem, em parceria com a Opas Brasil, desde agosto do ano passado. “O material reunido pelo Laboratório ficará a disposição de gestores do SUS que estejam em busca de respostas a problemas similares”, explica Thereza de Lamare.

Conheça as experiências que participarão da oficina de trabalho do Laboratório de Inovações Saúde de Adolescentes

Veja a programação da Oficina de Trabalho

Por Vanessa Borges e Claudio Eugênio para o Portal da Inovação

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram