APSREDES

Segurança Alimentar e Nutricional para os Beneficiários do Projeto Bahia Produtiva

Autores do relato:

Egla Ray Passos Costa eglapassos@car.ba.gov.br 004171991661885

Wecslei de Angeli Ferraz wecslei.ferraz@car.ba.gov.br 004171992282357

Contextualização

O Projeto Bahia Produtiva é resultado de um Acordo de Empréstimo firmado entre o Governo do Estado da Bahia e o Banco Internacional de Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD), cuja execução está sob a responsabilidade da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional- CAR, empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR). O Projeto se insere na estratégia de política pública que vem sendo realizada no Estado da Bahia para o fomento ao desenvolvimento rural. O Bahia Produtiva atua no fomento à produção, comercialização e na melhoria da infraestrutura no campo, incluindo água e saneamento rural. Os principais objetivos de desenvolvimento do Projeto visam aumentar a integração ao mercado, a receita líquida, e a segurança alimentar dos beneficiários organizados, bem como melhorar o acesso aos serviços de abastecimento de água e saneamento dos domicílios. A Educação Alimentar e Nutricional ainda é um grande desafio para as instituições, governos e toda a sociedade. Tendo em vista a importância deste tema, o Projeto Bahia Produtiva pôs em prática uma estratégia de segurança alimentar e nutricional visando contribuir para melhorar os níveis de Segurança Alimentar dos beneficiários do Projeto. Dentre as ações pensadas, foi elaborado um Plano de Ação para Promoção da Segurança Alimentar e Nutricional, direcionado aos seus beneficiários, que são agricultores familiares, incluindo famílias vulneráveis, comunidades tradicionais (indígenas, quilombolas, fundo e fecho de pasto) e assentados da reforma agrária etc.

Justificativa

O Projeto Bahia Produtiva apoia agricultores familiares com investimentos produtivos e Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER), apresentando investimentos com potencial de geração de renda e melhoria da Segurança Alimentar e Nutricional-SAN. Para promover a Segurança Alimentar e Nutricional dos seus beneficiários, o projeto tem executado o Plano de Ação voltado à Promoção da Segurança Alimentar e Nutricional, apresentando uma estratégia de sensibilização para o tema SAN e formação nessa temática.

Objetivo

A ação de Segurança Alimentar e Nutricional (SAN) no Projeto Bahia Produtiva tem como objetivo contribuir para a inclusão produtiva de agricultores e agricultoras fami¬liares e outras populações tradicionais do campo através da execução de Plano de Ação para Promoção da Diversidade Dietética de Famílias Vulneráveis Beneficiárias do Projeto Bahia Produtiva.

Metodologia

O Plano de Segurança Alimentar e Nutricional está focado no processo de sensibilização e formação dos beneficiários para mudanças de hábitos alimentares, resgates dos alimentos tradicionais, inserção de Plantas Alimentícias Tradicionais (PANC). A execução do Plano está alinhada com a estratégia de Assistência técnica e Extensão Rural do Projeto Bahia Produtiva. O Projeto apresenta contrato com as Instituições de ATER e fomenta a contratação dos Agentes Comunitários Rurais (ACR), que assessoram e realizam atividades de formação com as famílias beneficiárias. Para apoiar a equipe técnica do Projeto na implementação do Plano de Ação de Segurança Alimentar e Nutricional, foi realizada a contratação de uma instituição especializada e com larga experiência no tema de Segurança Alimentar e Nutricional (SAN). A empresa selecionada foi a VP Centro de Nutrição Funcional. A VP realiza atividades de apoio e gestão na implementação do Plano de Ação. De forma complementar aos investimentos produtivos, que impactam na geração de renda e na dimensão do acesso aos alimentos, o Plano elaborado propõe a realização de ações e atividades que promovam a segurança alimentar e nutricional de famílias vulneráveis, contribuindo para o aumento da diversidade dietética desta população. Dentre essas ações e atividades, se destacam: – Formação para equipe de Assistência Técnica e Extensão Rural (Técnicos, e Agentes Comunitários Rurais) com foco no diagnóstico participativo, sensibilização e engajamento nos conceitos básicos sobre segurança alimentar e nutricional, além da abordagem da importância da diversidade dietética para a promoção da Segurança Alimentar e Nutricional das famílias vulneráveis; – Avaliação Quantitativa com o objetivo de ter um diagnóstico do estado de saúde e hábitos alimentares das famílias beneficiárias do Projeto antes e depois da intervenção. A referida pesquisa contemplará questionários de avaliação do consumo e segurança alimentar e nutricional, da Escala Brasileira de Insegurança Alimentar e Nutricional (EBIA) e avaliação de sinais e sintomas associados ao consumo de alimentos; – Material didático de apoio à formação das equipes técnicas e das famílias beneficiárias do Projeto Bahia Produtiva na temática de Segurança Alimentar e Nutricional. Foram desenvolvidas ferramentas como vídeos explicativos e cartilhas com abordagem de Educação Nutricional e estratégias sustentáveis de produção, distribuição, acesso e consumo de alimentos seguros e de qualidade, promoção da saúde e alimentação saudável em todos os níveis no contexto da soberania alimentar.

Atores envolvidos (institucionais e/ou coletivos)

CAR- Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional, Organizações Produtivas selecionadas pelo Projeto por meio de Editais de Chamada Pública, Instituições de Assistência Técnica e Rural, ACR – Agentes Comunitários Rurais, VP Centro de Nutrição Funcional.

Estratégias

Dentre as ações realizadas há: elaboração do Plano de Ação para Promoção da Diversidade Dietética de Famílias Vulneráveis Beneficiárias do Projeto Bahia Produtiva; diagnóstico nutricional das famílias beneficiadas; formação das equipes técnicas das instituições prestadoras de serviços de assistência técnica e extensão rural na temática de Segurança Alimentar e Nutricional (SAN), tendo em vista o já existente trabalho diário dessas equipes junto aos beneficiários; elaboração de material didático e informativo direcionado à formação de equipes técnicas e famílias beneficiárias; realização de formação junto aos beneficiários e técnicos objetivando aperfeiçoar a visão destes beneficiários em relação a importância da alimentação saudável; implantação de Banco de Sementes.

Resultados alcançados

Apesar de o Plano de Ação para Promoção da Diversidade Dietética ainda estar em execução e também ter sofrido um pequeno atraso por causa da Pandemia do Covid-19, já é possível observar resultados para as famílias beneficiárias do Projeto Bahia Produtiva através de depoimentos dos mesmos. Foram realizados cursos com as equipes técnicas (que possuem contato direto com os beneficiários e repassam o conhecimento), com a utilização de material didático, vídeos, reuniões (presenciais e online); criação de banco de sementes, que já possibilitou a distribuição de sementes para os beneficiários etc. Realizamos a aplicação de um questionário antes da execução das ações e realizaremos outra aplicação ao final da execução, quando saberemos efetivamente os resultados alcançados.

Considerações finais

Alinhado com o objetivo de aumentar a Segurança Alimentar e Nutricional dos beneficiários, foi iniciado em 2019 o processo para implementação de um Plano de Segurança Alimentar e Nutricional do Projeto Bahia Produtiva. Tendo em vista a Pandemia da Covid 19 e as orientações do Ministério da Saúde para o isolamento Social, verificou-se a necessidade do Projeto apresentar uma estratégia de formação remota dos técnicos envolvidos nesse processo e dos beneficiários; de acompanhamento das atividades realizadas pelas Prestadoras e pelos ACR; suporte aos técnicos; e de acompanhamento dos resultados do Projeto. Para atender essa demanda, foi desenvolvida a Plataforma online de SAN (www.car.ba.gov.br/san). Em 2021, o Projeto tem avançado na intensificação das ações junto aos beneficiários por meio da Plataforma Digital e também com as atividades presenciais, que retornaram seguindo todos os procedimentos e orientações dos Órgãos responsáveis. Será realizada em 2022 a coleta de dados da Pesquisa para a Avaliação Final da Ação de Segurança Alimentar do Projeto.