APSREDES

SAÚDE NA ESCOLA: PROJETO EU AMO FRUTAS

Autores do relato:

MARIA RISONEIDE SILVA DE VASCONCELOS risonut@gmail.com 82 9 8855-4378

Contextualização

O consumo entre as crianças em idade pré-escolar de doces e guloseimas vem despertando preocupação entre os meios de saúde visto que esse tipo de alimentação vem levando as crianças a apresentarem doenças prevalentes nos adultos. Este projeto é resultado de um trabalho realizado nas escolas com o propósito de orientar as crianças e a comunidade escolar sobre a importância das frutas em suas refeições, ao mesmo tempo em que proporcione uma mudança dos hábitos alimentares, com isso diminuindo a incidência de obesidade entre os escolares e não tem a pretensão de abranger todas as questões que envolvam uma alimentação saudável, fato que exigiria um estudo mais aprofundado, a intenção é apenas mostrar através da educação nutricional os benefícios que alguns alimentos e que as frutas proporcionam ao nosso organismo.

Justificativa

Diante da grande incidência de crianças obesas e também com baixo peso devido má alimentação e ao pouco consumo de frutas, verificou-se a necessidade de orientá-las sobre a importância delas( as frutas) e de uma alimentação balanceada na saúde e no seu bom desenvolvimento. A crianças sofrem influência da mídia em suas escolhas alimentares daí a necessidade de conscientizá-las sobre os benefícios no aumento do consumo de frutas .

Objetivo

Desenvolver na criança atitudes relativas aos cuidados com a saúde através de uma alimentação balanceada e rica em frutas, também orientá-las para que sejam capazes de valorizar as frutas regionais.

Metodologia

O início das atividades se deu no ano de 2010 na Escola Municipal Santa Sofia, em Botafogo/ Coruripe, com palestra incentivando os hábitos saudáveis, onde foram feitas perguntas sobre os hábitos alimentares e as preferências de frutas pelos alunos. No segundo momento foram exibidos dois filmes educativos sobre os benefícios da alimentação que incluía as frutas e as hortaliças com uma linguagem fácil e direcionada a faixa etária a que se propõe o projeto. Finalizando a primeira etapa foi realizada uma oficina culinária onde as crianças prepararam uma “salada de frutas”. Dessa forma elas tiveram um maior contato com esses tipos de alimentos, também tiveram a oportunidade de observar como higienizar às frutas para o preparo da salada de frutas que em seguida lhes foi servida. Após merendarem foi aplicada uma tarefa. Outros momentos aconteceram ao longo dos anos. Nosso último momento com os alunos da rede municipal se deu no ano de 2019, na Escola Professora Maria Zenaide, na região urbana de Coruripe. Neste momento o projeto teve como público crianças de 5 a 8 anos. Foi desenvolvido em três momentos, o primeiro: foram feitas perguntas sobres hábitos alimentares e passado um vídeo, o segundo saímos até a quitanda de frutas que fica próxima da escola, em seguida realizamos uma oficina culinária com os alunos que , com a orientação das professoras colocavam as frutas no palito e degustação e terceira realização de tarefas para fixação do tema desenvolvido.

Atores envolvidos (institucionais e/ou coletivos)

Alunos da Escola Maria Zenaide, professora e a Nutricionista

Estratégias

Como ponto de partida usou-se as observações realizadas durante a hora do lanche onde foi identificada ausência de alimentos saudáveis nas lancheiras dos alunos que não faziam lanche com a merenda que a escola fornecia. Também foi feito perguntas e mostrado figuras de algumas frutas, alguns não conheciam, então viu-se a necessidade de desenvolver nas crianças a educação nutricional.

Resultados alcançados

Com esse projeto as crianças tiveram a oportunidade de conhecerem a importância que as frutas possuem nosso organismo, que nos fornecer vitaminas e minerais, proporcionando um bom crescimento desenvolvimento físico e mental. Acreditamos que este projeto vem atendendo seu objetivo, que é o de trabalhar questões referentes à alimentação saudável, desenvolvendo nas crianças os bons hábitos alimentares e o gosto pelo consumo de frutas. Os resultados alcançados é , ao encontrar uma crianças ou mãe de uma delas e saber que os pequeninos ( alguns já não são tão pequeninos), melhoram dentro das possiblidades da família, sua alimentação, incluindo algum tipo de fruta.

Considerações finais

A importância em abordar temas relacionados à alimentação saudável nas escolas já que as crianças passam grande parte do seu dia nesse local e que as mesmas (as escolas) exercem grande influência em todas as fases de suas vidas. Contudo, a introdução desses novos hábitos alimentares deve ser feita de forma gradual respeitando dessa forma hábitos anteriores e preferência alimentar e a cultura regional.