APSREDES

Grupo de Apoio Saúde e Bem Estar

Autores do relato:

Juliane Eduarda Scheidt julianescheidt@gmail.com 4888068724

Luana Errath lu.errath@hotmail.com 4784589145

Andreza Kreusch andreza23saude@hotmail.com 4784256579

Elenice Schmoller lennisse@hotmail.com 4799357479

Contextualização

O município de Imbuia-SC caracteriza-se pela agricultura diversificada, sendo a principal fonte de renda da população. Cerca de 55,9% dos habitantes (de acordo com dados do IBGE, 2010) residem na área rural. Na última década, houve uma migração da cultura de produção de tabaco para cultivo de alimentos orgânicos e ecológicos.

Justificativa

Observou-se um aumento significativo do desenvolvimento de doenças crônicas não-transmissíveis na população atendida na UBS do município, em consequência do estilo de vida sedentário e alimentação rica em alimentos industrializados. Ao mesmo tempo, baixo consumo de frutas, verduras e legumes apesar da agricultura ser um ponto forte no município

Objetivo

Promover escolhas alimentares mais saudáveis, estimular o consumo de alimentos in natura, especialmente frutas, verduras e legumes, valorizar a agricultura familiar regional e contribuir para prevenção e promoção da saúde.

Metodologia

Foi criado o Grupo de Apoio Saúde e Bem Estar e o primeiro encontro, realizo em 06 de julho de 2021, teve como tema “Nutrição: a saúde começa no prato”. Neste encontro, foi discutido o grau de processamento dos alimentos, o impacto na nossa saúde e estimulado a valorização e apresentação dos agricultores orgânicos municipais, sua produção e localização.

Atores envolvidos (institucionais e/ou coletivos)

Secretaria Municipal da Saúde de Imbuia-SC. Profissionais responsáveis: Andreza Kreusch (secretária de saúde), Juliane Eduarda Scheidt (nutricionista), Luana Errath (psicóloga) e Elenice Schmoller (enfermeira).

Estratégias

O encontro foi aberto a toda a população adulta e idosa do município, interessada em mudança de estilo de vida e adesão de hábitos alimentares saudáveis. A divulgação do evento foi feita através das redes sociais da secretaria de saúde e da prefeitura e por meio do rádio local. A conversa foi ministrada pela nutricionista da secretaria de saúde, que introduziu o tema demonstrando a mudança do perfil epidemiológico da obesidade no Brasil e no mundo nas últimas décadas e o impacto sobre a nossa saúde. Para sensibilizar os participantes em relação a suas escolhas alimentares e faze-los refletir, foi apresentada uma cesta de frutas e legumes em processo de decomposição e um kit de alimentos ultraprocessados e discutido: por que alguns alimentos estragam rapidamente e outros não? Quais os motivos que nos levam a consumir alimentos industrializados e quais os impactos sobre a nossa saúde? Além disso, foram apresentadas as recomendações do guia alimentar para a população brasileira em relação ao grau de processamento dos alimentos e destacada a regra de ouro: Preferir sempre alimentos in natura ou minimamente processados e preparações culinárias a alimentos ultraprocessados. Em um segundo momento do encontro, a Ecóloga municipal apresentou seu programa de produção orgânica no município Associação de Agroecologia, Desenvolvimento e Educação Ambiental (AGRODEA), fundado em 2011 e que hoje conta com 14 famílias produtoras. O programa consiste no cultivo e produção de cestas agroecológica e orgânicas que são vendidas semanalmente em Florianópolis e também no próprio município em estilo delivery. A ecóloga ressaltou algumas das vantagens do consumo de alimentos orgânicos, entre elas: possuem mais nutrientes, são mais saborosos, garantem uma fonte saudável de alimento e ainda colaboram para um meio de vida mais sustentável, uma vez que os agricultores tratam o meio ambiente com o respeito necessário. Toda a conversa foi acompanhada de uma apresentação de slides e todo o público contribui com informações e opiniões sobre o tema. Ao final do encontro foram realizados sorteios de brindes e cestas orgânicas entre os participantes, servido um delicioso café e distribuído um folder com as orientações do guia alimentar e uma lembrancinha como maneira de demonstrar gratidão pela participação de todos. Durante o evento, foram seguidas todas as normas de segurança para evitar a transmissão do COVID-19.

Resultados alcançados

O público participante do encontro foi muito participativo e contribuiu para a discussão proposta. O evento em si, foi uma excelente maneira de promover hábitos alimentares saudáveis, estimular o consumo de alimentos naturais e regionais, valorizar a agricultura familiar e contribuir para prevenção e promoção da saúde. Por fim, nosso encontro foi uma importante estratégia de promoção e conscientização sobre os benefícios de uma alimentação baseadas em alimentos in natura e como frutas, legumes e verduras para nossa saúde e qualidade de vida.

Considerações finais

A abertura para a apresentação do programa Agroeda foi uma forma de valorizar a agricultura orgânica municipal, estimular a aquisição e o consumo de alimentos agroecológicos e orientar o público alvo em como adquirir alimentos frescos, seguros, saudáveis e orgânicos no próprio município. Valorizar a agricultura familiar do município é o sinônimo de promover saúde, sustentabilidade e também o desenvolvimento social e econômico do município. O evento foi um sucesso, contou com 36 participantes e nos motivou a realizar mais e mais eventos como este. O grupo tem previsão de novos encontros com outros temas como atividade física, saúde mental e manejo de doenças crônicas. Com o encontro percebemos que a pandemia dificulta, mas jamais deve impedir estratégias de prevenção e promoção da saúde.