APSREDES

“Comer bem com o que se tem: de volta As raízes.”

Autores do relato:

Maria do Perpétuo Socorro Oliveira de Souza socorro.sou@hotmail.com 68)55992383

Contextualização

O Acre tem muito a oferecer em termos de oferta de alimentos, mas poucas gestantes sabiam como preparar de forma adequada o que há no seu espaço social. principalmente as adolescentes, que não tiveram tempo de aprender a preparar sua alimentação elidam já com uma gravidez.

Justificativa

O Acre é constituído de uma população diversificada: nativos( povos indígenas que só brasileiros são 13), imigrantes(sírio-libaneses, árabes, portugueses, italianos…) da tríplice fronteira (Brasil-Peru-Bolívia, migrantes (nordestinos e sulistas em sua grande maioria), com uma diversidade alimentar imensa, porém nunca condensadas e copiladas de forma gratuita para todos. Comidas elaboradas de forma simples, de preparo auto instrucional e com valor nutricional adequado para todos, aqui em questão mulheres com capacidade de reproduzir o saber fazer e capazes do bem comer, em prol da adequada nutrição no período gestacional-gravídico-puerperal e de aleitamento materno, principalmente.

Objetivo

Oferecer à comunidade em geral, por meio de conteúdo criado para as mulheres assistidas no pré natal de baixo risco , um livro constituído de receitas, de preparo de alimentos dentro do que há de habitual , porém de forma nutritiva e sem desperdício.

Metodologia

Usou-se a estratégia construtivista, com colaboração da comunidade, dos profissionais da saúde e da educação, da clientela assistida, para captação das receitas doadas e depois realizou-se a estruturação desse acervo pelas organizadoras, e por fim criação da obra escrita, em formato de livro digital, com distribuição gratuita.

Atores envolvidos (institucionais e/ou coletivos)

As três organizadoras, enfermeiras assistenciais na Atenção Básica da Secretária Municipal de Saúde de Rio Branco, Membros da comunidade, clientela e familiares das pacientes e a Universidade Federal do Acre por meio da sua Editora (EDUFAC)

Estratégias

A ideia do livro nasceu primeiro da necessidade de orientar as mulheres que realizavam o pré natal sobre sua dieta e como preparar os alimentos de acordo com o que tinham em casa e ao mesmo tempo respeitando sua herança alimentar, dentro das diferentes comunidades a que pertencem (indígena, ribeirinha, agricultores, trabalhadoras rurais, residentes em zona urbana, residentes em zonas de risco sócio alimentar …)

Resultados alcançados

O livro surpreendeu a todos os envolvidos de forma positiva, ato continuo à sua constituição, tornou-se também uma obra de cunho cultural, pois é hoje tido como o primeiro guia alimentar da culinária acreana, com registro importante de muitas receitas práticas, de tradição familiar que foram socializadas por seus criadores e ou repassadas por descendentes e que não vão mais ser esquecidas e que também podem ser livremente replicadas, respeitando o momento e o espaço social onde sejam implementadas. Hoje estamos já preparando uma segunda edição revisada e ampliada, tal foi a aceitabilidade e difusão da obra inicial.

Considerações finais

Nossos objetivos forma alcançados além do pretendido. Inicialmente era um coadjuvante na assistência à clientela, e hoje é parte da historicidade acreana, uma opção de manuseio do que há disponível e que pode ser feito de forma diferente do habitual, um empoderamento da clientela com possibilidade de aprender por auto instrução, assim como fonte de pesquisa para muitos pontos de analise (nutrição, gastronomia, cultura, saúde, economia, desenvolvimento e manejo sustentável, das fontes de alimentação do habitual no Acre.