APSREDES

Debate 27/08 – Estratégias de fortalecimento da saúde materno-infantil na APS durante a pandemia

capa-27-08

Três experiências da Atenção Primária à Saúde (APS), que buscam manter e adaptar o cuidado à saúde materno-infantil no contexto da pandemia, participarão do próximo debate da iniciativa APSForte no SUS no combate à pandemia, promovido pela Organização Pan-Americana da Saúde no Brasil (OPAS/OMS) e pelo Ministério da Saúde, que ocorre nesta quinta-feira, dia 27 de agosto, às 17h.

As experiências convidadas garantem o cuidado às gestantes durante o pré-natal, utilizam ferramentas virtuais para monitorar as crianças nascidas e às mulheres no período do puerpério, como também promovem o aleitamento infantil. As iniciativas são provenientes de Fortaleza, Joinville e da cidade de São Paulo, respectivamente.

A debatedora será a assessora técnica do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), Maria José Evangelista. A moderação será realizada coordenadora de Capacidades Humanas em Saúde e Sistemas e Serviços de Saúde da OPAS/OMS Brasil, Mónica Padilla.

O debate será transmitido no Portal da Inovação na Gestão do SUS (www.inovacaoemsaude.org ou www.apsredes.org) e também no facebook @inovacaoemsaude e no canal do youtube do portal. O público poderá enviar perguntas para as convidadas no endereço www.apsredes.org/participe.

Experiências convidadas:

  • fortaleza – ce: ASSISTÊNCIA PRE-NATAL NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE DURANTE A PANDEMIA DE COVID 19

Descreve a estratégia da Unidades de Atenção Primária para manter a assistência pré-natal às gestantes durante a pandemia de covid 19, principalmente, diante de gestantes com diagnóstico confirmado de covid 19 por RT-PCR para manter a qualidade no cuidado.

Convidada – Aline Magalhães – enfermeira da Estratégia Saúde da Família da SMS Fortaleza.

 

  • JOINVILLE – SC: IMPLANTAÇÃO DE FERRAMENTA VIRTUAL PARA ACOMPANHAMENTO E MONITORAMENTO DAS CRIANÇAS NASCIDAS NO MUNICÍPIO DE JOINVILLE

Implantação de uma nova ferramenta virtual que reorganiza a assistência ao recém-nascido de maneira qualificada e oportuna no contexto do COVID-19, gerando informação dos nascimentos do município, com classificação de risco, para as Unidades Básica de Saúde (UBS), possibilitando que a equipe de saúde planeje e personalize o atendimento.

Convidada – Viviane Karina Korovsky , enfermeira e apoiadora da coordenação de Estratégia de Saúde da Família da SMS de Joinville.

 

  • SÃO PAULO – SP: Centro de Apoio à Lactação (CENALAC) na Rede Municipal de saúde Paulistana em tempos de COVID-19

Iniciativa para promover a amamentação e favorecer a doação de leite humano, mesmo em tempos de COVID-19, fortalecendo a rede de proteção ao Recém Nascido, nutriz e família. A iniciativa foi possível pela parceria entre o Banco de Leite Humano e as Unidades Básicas de Saúde do município.

Convidada – Edjane Mércia de Araújo, enfermeira e assistente técnica da regional de Saúde Leste da SMS de São Paulo.

A iniciativa APS Forte no SUS – no combate à pandemia é uma estratégia que estimula o debate e a divulgação de boas práticas da APS durante a pandemia de Covid-19. Foi proposta pelo Ministério da Saúde, por meio da Secretaria de Atenção Primária à Saúde (SAPS/MS) e pela Organização Pan-americana da Saúde da Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) no Brasil para mobilizar os profissionais de saúde. Mais de 1.600 relatos se inscreveram na iniciativa. Saiba mais informações em www.apsredes.org.

 

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram