APSREDES

Curso sobre o Manejo de Condições Crônicas reúne profissionais de todo o país em Maceió

Cerca de 70 profissionais das áreas de atenção e vigilância em saúde das secretarias estaduais de saúde e técnicos do ministério da Saúde e da Organização Pan-americana em Saúde (Opas), participam do Curso em Manejo das Condições Crônicas, em Maceió.

Organizado pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS), Opas Brasil e Ministério da Saúde, e com o apoio da Secretaria Estadual de Saúde de Alagoas, o curso faz parte das atividades da Câmara Técnica de Atenção Primária à Saúde do Conselho, com apoio do Laboratório de Inovação em Atenção às Condições Crônicas.

O secretário de Estado da Saúde de Alagoas, Jorge Villas Boas, ressaltou que as doenças crônicas são hoje, um desafio para o sistema de saúde brasileiro.

Foto curso Maceió Doenças Crônicas
Foto curso Maceió Doenças Crônicas

“O sistema de saúde brasileiro se organiza para atender às demandas de doenças agudas, quando na verdade a maior parte da população precisa de serviços voltados para as condições crônicas. É fundamental que a Atenção Primária à Saúde seja tratada como prioridade porque é ela que resolve a maior parte dos problemas de saúde do país”, disse na abertura do curso.

Ainda de acordo com o secretário, a integração entre as áreas de Atenção e Vigilância em Saúde é imprescindível para estruturar serviços mais adequados às necessidades da população.

Alberto Barceló, consultor da Opas em Washington e coordenador do curso, explicou que a população de pessoas portadoras de doenças crônicas cresceu e tem crescido muito. Fato que, segundo ele, exige estratégias de enfrentamento diferentes daquelas elaboradas para as condições agudas.

Barceló explicou que a expectativa com a implantação do curso no Brasil é de que os profissionais desenvolvam projetos para a melhora da qualidade da atenção aos portadores de doenças crônicas nos seus estados e também, a capacitação de outros profissionais.

O Curso de Manejo em Condições Crônicas tem duração de 40 horas e vai até sexta-feira (02).

Confira as apresentações:

 

Reportagem – Tatiana Rosa, Ascom CONASS

Foto 1 – Carla Cleto – Ascom SES/AL

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram