APSREDES

Carta de Intenções formaliza o Laboratório de Inovações no cuidado das condições crônicas na APS

A Carta de Intenções que formaliza a adesão da cidade ao Laboratório de Inovação sobre atenção às condições crônicas na APS, bem como os resultados que serão registrados com a nova forma de abordagem dos pacientes nos próximos 2 anos, foi assinada nesta quinta-feira (16) pelo prefeito de Curitiba Luciano Ducci, pela coordenadora da Unidade Técnica de Serviços de Saúde da OPAS/OMS no Brasil,  Neide Glória Garrido; pelo representante do Conass, Jurandi Frutuoso Silva; pelo secretário estadual da Saúde, Michele Caputo Neto e pela representante do Conasems, Eliane Chomatas, também secretária municipal de Saúde. O reitor da Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Ivo Clemente Juliato, também participou da solenidade. O Laboratório de Inovação sobre atenção às condições crônicas na APS é conduzido pela OPAS e Conass, com o apoio do Ministério da Saúde, Conasems e Secretaria de Saúde do Paraná.

Na prática, Curitiba passa ser oficialmente o centro de monitoramento e abordagem dos fatores comportamentais que, quando não modificados pela população, contribuem para o desenvolvimento e o agravamento de doenças como diabete, que afeta 11% da população a partir de 40 anos; pressão alta, incidente na faixa a partir dos 30 anos; e depressão, realidade entre 4% e 11%. As duas primeiras atingem a 277 mil curitibanos, dos quais 190 mil usam a rede pública de saúde. Por isso, o controle eficiente de cada uma é considerado pelo Ministério da Saúde como um desafio a ser vencido.

Manuais – O papel dos profissionais de saúde, orientando e incentivando esses pacientes a modificar hábitos relacionados a alimentação e atividade física, entre outras rotinas, é a base da estratégia.  Por isso também foram lançadas no evento as duas versões do Manual do Autocuidado Apoiado – uma para profissionais de saúde e outra para os pacientes aprenderem a atuar diretamente sobre a própria saúde e qualidade de vida.

Esses manuais resultam da discussão prévia iniciada entre a Secretaria Municipal da Saúde e a Opas, há cerca de dezoito meses, para encaminhar a estratégia. Participaram as equipes e os usuários das unidades de saúde Alvorada, na Regional Cajuru; Moradias Belém, Irmã Teresa Araújo e Waldemar Monastier, na Regional Boqueirão; e Caiuá, Sabará e Bariui, na Regional CIC.

“Curitiba vai iluminar o Brasil – e possivelmente outros países – com uma solução para um problema que nem internacionalmente está resolvido”, disse o consultor da Opas Eugênio Vilaça Mendes. Ele é autor do livro O Cuidado das Condições Crônicas na Atenção Primária à Saúde, lançado no evento e que traz elementos da experiência anterior à formalização da cidade como laboratório de inovação na área. “Aqui é uma grande escola onde venho aprender e socializar o aprendizado em benefício de outras comunidades”, completou.

Novas condutas – Há 12 anos na rede municipal de saúde, a dentista Magda Cristina Dias Barbosa da Silva está animada com a nova proposta de trabalho. “Saímos da palestra para a roda de conversa”, resumiu, referindo-se à antiga fórmula de prescrição de condutas aos pacientes para dialogar com eles sobre o dilema entre o que fazer e os entraves para a substituição dos hábitos prejudiciais à saúde.

Integrante da equipe da Unidade Alvorada, pertencente à Estratégia Saúde da Família, Magda se esforça para colocar em prática, na clínica odontológica, o aprendizado acumulado por meio das conversas com a população durante as visitas domiciliares. “No caso da odontologia, conversamos com os pacientes sobre coisas do dia a dia como o que eles comem e o hábito de fumar e o quanto isso é ruim para a saúde bucal. Eles começam a refletir e, pelos próprios meios, como corrigir isso. É gratificante”, conta.

Vanessa Borges com informações do Portal da Prefeitura de Curitiba

 

*Na foto: Prefeito Luciano Ducci e coordenadora da Opas, Neide Garrido

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram