APSREDES

Confira as experiências que serão visitadas pelo Laboratório do Inovação na Saúde de Adolescentes e Jovens

O Laboratório de Inovação em Boas Práticas na Saúde de Adolescentes e Jovens visitará, até o fim de junho, 18 experiências para conhecer in loco os principais pontos de inovação. Todas as regiões foram contempladas e os estados visitados serão Acre, Amazonas, Mato Grosso, Bahia, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e o Distrito Federal. As iniciativas serão relatadas na publicação editada pela Opas Brasil, da série NavegadorSUS. “O que mais chamou a atenção do Grupo de Trabalho foi a inovação e o êxito atingido apesar de grandes dificuldades enfrentadas pelos serviços de saúde”, destaca Maria Ignez Saito, uma das coordenadoras do Laboratório de Inovação.

As boas práticas foram escolhidas após a oficina de trabalho realizada em Brasília, no fim de março, onde foram apresentadas 32 iniciativas desenvolvidas no Sistema Único de Saúde (SUS). Devido a qualidade dos trabalhos, a equipe do Laboratório de Inovação estendeu de 10 para 18 experiências a serem conhecidas. Ao todo, o Laboratório de Inovação recebeu 90 inscrições de boas práticas desenvolvidas por profissionais do SUS em hospitais, ambulatórios, postos de saúde e também por entidades vinculadas, entre outros pontos  da rede. A iniciativa é resultado da cooperação técnica entre a Opas Brasil e Ministério da Saúde.

Confira as 18 experiências que serão visitadas pelo Laboratório de Inovação:

1 – Acre – SES (Desafio da intersetorialidade do cuidado integral da saúde de adolescentes privado de liberdade)

2 – Amazonas – SMS de Manaus (Processo de implantação da Caderneta de saúde de adolescentes de Manaus)

3 – Brasília – Hospital materno infantil – (Carta de serviços de saúde de adolescentes e Formação de redes de e-mails para promoção e educação continuada)

4 – Bahia- Escola de enfermagem da Universidade Federal da Bahia (Promovendo a sustentabilidade em comunidades quilombolas e ribeirinhas).

5 – Bahia – Salvador – Distrito Sanitário Cabula Barra Beiru (Adolescer com arte)

6 – Minas Gerais – (Projeto geração saúde)

7 – Minas Gerais – UFMG / Hospital das Clínicas (Projeto arte na espera do Núcleo de Saúde do Adolescente)   

8 – Mato Grosso – NASF de Campo Verde (Espaço adolescer)

9 – Rio de Janeiro – NESA – (ELLOS )

10 – Rio de Janeiro – Instituto Nacional da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira (Badalando a cidadania)

11 – SMS RJ – (RAP da saúde)

12 – Rio de Janeiro – SMS RJ (Adolescentro espaço jovem Paulo Freire    )

13 – Rio de Janeiro – Prefeitura Municipal de Rezende e PSE – (Oficina de cultura de pais – ampliando fronteiras)

14 – São Paulo – Programa de Saúde do Adolescente da SES (Atendimento integral do jovem LGBT: implementando diretrizes participativas)

15 – São Paulo – OS Santa Casa – Micro região Jaçanã Tremembé (Projeto semeando saúde- plante conosco)

16 – Santa Catarina – Unidade de Saúde da Família Jardim Sofia (Jovem vencedor)

17 – Prefeitura Municipal de novo Hamburgo RS (Multiplicadores adolescentes do SPE de Novo Hamburgo – a prevenção entre pares)

18 – RS – SMS Porto Alegre (Caderneta de saúde do jovem e da jovem Caingang)

Por Vanessa Borges, para o Portal da Inovação em Saúde

 

 

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram