APSREDES

Comparação entre os sistemas de saúde europeus e o SUS traz algumas informações importantes na reflexão sobre a agenda e os desafios do Sistema Único de Saúde. Autoria de Sílvio Fernandes da Silva/CONASEMS Em momentos de transição política e redefinição da agenda de prioridades do Governo Federal para a saúde, contribuições valiosas como esta ofertada pelo Dr. Sílvio são muito importantes para ajudar na compreensão do processo de organização das redes baseadas na APS. Transcrevemos abaixo as conclusões deste trabalho: A comparação entre os sistemas de saúde europeus e o SUS traz algumas informações importantes na reflexão sobre a agenda e os desafios do Sistema Único de Saúde. Fonte: CONASEMS Sílvio Fernandes da Silva—Membro do Conselho Honorário do CONASEMS Acesse as conclusões Perspectiva comparada: APS no Brasil e Europa— (204.78 kB)

Os autores Matthew Harris (Kings College London) e Andy Haines (London School of Hygiene and Tropical Medicine) publicaram em novembro de 2010 um editorial na British Medical Journal relatando os desafios e os resultados positivos alcançados pelo Programa de Saúde da Familia.

 

Os autores iniciam o texto com um breve resgate histórico da reforma do setor Saúde no Brasil e relatam os avanços na saúde pública nos últimos 15 anos. Embora tais resultados reflitam avanços em todo o sistema de saúde, há evidência para indicar que o alicerce destes resultados positivos seja o Programa de Saúde da Família.

 

Os mesmos explicitam a dinâmica de trabalho das equipes de saúde da familia e destacam o papel pró-ativo do agente comunitário de saúde na promoção e educação em saúde, além da prevenção de complicações.

 

Entre os desafios listados pelos autores estão o recrutamento e retenção de médicos com formação adequada ao provimento de serviços de APS e a formação das Redes de Atenção à Saúde como instrumento de integração dos serviços de APS aos demais níveis de atenção.

 

Segundo os autores, o Programa de Saúde da Família do Brasil pode ser considerado como o exemplo mundial mais impressionante de um sistema de atenção primária integral de rápida expansão e boa relação custo-efetividade. Entretanto, a história de sucesso da atenção primária em saúde do Brasil continua pouco compreendida e ainda fracamente difundida ou interpretada para outros contextos.

 

Acesse o texto traduzido na íntegra.

PSF no British Medical Journal (55.82 kB)

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram