Busca Ativa de Sintomáticos Respiratórios: identificação precoce de pacientes suspeitos de COVID19 em Sobral/CE

Busca Ativa de Sintomáticos Respiratórios: identificação precoce de pacientes suspeitos de COVID19 em Sobral/CE

APS em Sobral-CE no enfrentamento da COVID19

“Criamos fluxograma de forma a envolver todos os profissionais do centro, desde o ACS, enfermeiro, médicos, dentistas e residentes, para fazer a busca ativa na comunidade orientando quem tivesse com sintoma. A nossa estratégia é de identificar o paciente antes de ele agravar em casa e de cortar a linha de transmissão da doença, com o isolamento domiciliar. É uma experiência aplicável e fácil de ser executada”, aponta Araújo.

A busca ativa de sintomáticos respiratórios representa a estratégia inicial para a detecção de casos novos e uma etapa importante no processo de Vigilância em Saúde no território. Esta ação vem sendo realizada por agentes comunitários de saúde (ACS) e na demanda espontânea do Centro de Saúde da Família Grijalba Mendes Carneiro (CSF Coelce), no município de Sobral/CE, para compor as estratégias de enfrentamento da Covid-19. 

O gerente da Atenção Primária à Saúde da Secretaria de Saúde de Sobral, o enfermeiro Carlos Romualdo Araújo, explica que o serviço priorizou a identificação de pacientes suspeitos e com sintomas de Covid-19 para evitar o agravamento do caso clínico. “Criamos um fluxograma de forma a envolver todos os profissionais do centro, desde o ACS, enfermeiro, médicos, dentistas, residentes, para fazer a busca ativa na comunidade orientando quem tivesse com sintoma. A nossa estratégia é identificar os pacientes antes deles agravarem o quadro clínico  em casa e também como estratégia para cortar a linha de transmissão da doença, com o isolamento domiciliar. É uma experiência aplicável e fácil de ser executada”, aponta Araújo.

O CSF Coelce acompanha aproximadamente 10.300 pessoas, a equipe é composta por 21 ACS, quatro enfermeiras, quatro médicos, um gerente, dentre outros profissionais de saúde de nível superior e técnico. Os agentes comunitários de saúde realizam a busca dos sintomáticos que estejam manifestando sintomas da doença. A identificação do sintomático respiratório, todavia, não significa apenas perguntar ao sujeito se ele apresenta tosse, mas orientá-lo sobre os fatores de risco da doença e os cuidados a serem tomados para evitar o agravamento da doença e a transmissão na família e na comunidade. A equipe de monitoramento pode realizar o atendimento presencial ou remoto, dependendo do paciente.

“A nossa estratégia é identificar o pacientesantes de ele agravar o quadro clínico em casa e também como estratégia para cortar a linha de transmissão da doença, com o isolamento domiciliar. É uma experiência aplicável e fácil de ser executada”, aponta Araújo.

Experiência

Descrever as ações estratégicas de busca ativa dos casos de COVID-19 na Atenção Primária à Saúde em um Centro de Saúde da Família.

Leia mais