AVALIA TIS – Gestão do trabalho com foco na valorização do profissional de enfermagem

AVALIA TIS - Gestão do trabalho com foco na valorização do profissional de enfermagem

Página de acessos aos apps. Fonte: Play Store

Para orientar os enfermeiros na assistência diária aos pacientes hospitalizados, por meio do processo de enfermagem (PE), professores e alunas do curso de Mestrado Profissional da Universidade Federal do Paraná (URPR) desenvolveram um aplicativo para dispositivos móveis para sistematizar a assistência prestada. A ferramenta auxilia no raciocínio clínico, no monitoramento e na avaliação dos cuidados prestados diariamente pelos enfermeiros para quatro grupos de pacientes: clínico, cirúrgico, com necessidades de cuidados paliativos e paciente crítico.

O aplicativo foi submetido a testes nos pacientes internados no complexo Hospital de Clínicas, permitindo uma avaliação do cuidado individual e levando em consideração as dimensões humanas (física, psicológica, social e espiritual). A etapa de avaliação clínica do sistema de informação, que abrange a inclusão de dados de anamnese e o exame físico do paciente, foi construída com base na literatura científica e na coleta de informações entre enfermeiros sobre os aspectos considerados na avaliação de pacientes.

Esta primeira fase do processo de enfermagem, sobre a avaliação clínica, é essencial para as próximas etapas do processo de enfermagem: diagnóstico, planejamento, implementação e avaliação de enfermagem. Com a ferramenta, é possível gerar uma avaliação padronizada da saúde dos pacientes e, assim, planejar o cuidado de acordo com as necessidades individuais. A fase da avaliação clínica foi dividida em 15 funções de inteligência, que abrangem os sinais vitais, nível de consciência, hidratação, nutrição, função ventilatório, entre outras. O sistema também emite um alerta visual quando é registrado um dado alterado do paciente.

A avaliação e a implantação das tecnologias desenvolvidas foram testadas em quatro unidades do Complexo Hospital de Clínicas da UFPR: Clínicas Médica Masculina e Feminina, a UTI Adulto, a Clínica Cirúrgica e a Unidade de Leito de Retaguarda, que assiste pacientes em transição da UTI para outras unidades de internação. Em obediência aos aspectos éticos de pesquisas envolvendo seres humanos, o desenvolvimento das tecnologias foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa do Complexo Hospital de Clínicas, da Universidade Federal do Paraná.

Página de acessos aos apps. Fonte: Play Store
Fonte: Play Store

Na fase de desenvolvimento da tecnologia assistencial, foram definidos os requisitos e o mapa conceitual do aplicativo; avaliadas as alternativas de implementação e a prototipagem. O modelo de avaliação e a organização das interfaces dos aplicativos foram elaborados por quatro mestrandas do programa de pós-graduação em Enfermagem Profissional da UFPR e suas respectivas orientadoras.

Como o processo de enfermagem precisa estar alicerçado em uma teoria que conduza os enfermeiros aos resultados esperados, os aplicativos AVALIA TIS – Cuidados Paliativos foram desenvolvidos com base na Teoria das Necessidades Humanas Básica, de Wanda de Aguiar Horta (HORTA, 1974) e na Filosofia Paliativista (WHO, 2017). Para o desenvolvimento operacional dos aplicativos firmou-se parceria com acadêmicos dos cursos de Design Gráfico e Ciência da Computação, membros das empresas Associação Júnior de Desenho Industrial e Associação Júnior de Consultoria em Informática da UFPR.

Foram muitos os desafios até os apps ficarem prontos. Um dos maiores foi envolver os enfermeiros da prática clínica na proposta. Para enfrentá-lo, fez-se uma ação educativa para mostrar aos profissionais que poderiam participar do projeto a importância da avaliação clínica diária dos pacientes. Uma animação em 2D, feita a partir de roteiro fundamentado na Teoria das Necessidades Humanas Básicas, de Wanda Horta, foi uma das estratégias nesses processo educativo. Outra dificuldade foi o próprio desenvolvimento do aplicativo, superada com as parcerias com as áreas de informática e desenho industrial.

A pesquisa foi contemplada com financiamento previsto em edital da CAPES/COFEN (2016) e apoio da classe profissional.

Ficha Técnica: AVALIA TIS

Valorização da Enfermagem

Gestão do trabalho com foco na valorização do profissional de enfermagem

Letícia Pontes
Mitzy Reichembach
Bruna Morelli Bottega
Jéssica de Fátima Gomes Pereira
Mariá Comparin Machado
Fabíola Nascimento Moreira

Desenvolveu-se uma série de aplicativos para dispositivos móveis que teve como objetivo auxiliar o enfermeiro na avaliação clínica diária, possibilitando a este profissional a operacionalização da primeira etapa do Processo de Enfermagem, cumprindo com a recomendação do COFEN de utilizar o Processo de Enfermagem em todos os ambientes, públicos ou privados, em que ocorre o cuidado profissional de Enfermagem, conforme determina a Resolução 358/209 COFEN.
A experiência ocorreu inicialmente com o desenvolvimento dos aplicativos no Programa de Pós Graduação em Enfermagem Profissional da UFPR e o cenário de campo de pesquisa foi o Complexo Hospitalar desta Universidade.

Leia mais…

Choose Your Style

%d blogueiros gostam disto: