#APSForte – Artigo descreve as lições aprendidas de 1.471 experiências inovadoras das equipes da APS do SUS no combate à Covid-19

Acaba de ser publicado na “APS em Revista” (edição set/dez/2021), o artigo sobre os resultados da iniciativa “APSForte no SUS – no combate à pandemia de COVID-19”, desenvolvida em 2020 pela Organização Pan-Americana da Saúde no Brasil (OPAS/OMS) e Ministério da Saúde (SAPS/MS). O artigo descreve e ressalta as ações desenvolvidas pelas equipes de Atenção Primária à Saúde (APS) do Sistema Único de Saúde (SUS) que responderam ao chamado da iniciativa com relatos de práticas inovadoras implementadas para responder à pandemia Covid-19.

“A reação das equipes APS à iniciativa foi extraordinária. Do Brasil todo, chegaram quase 1.500 relatos de experiências que abordaram o esforço para manter o acesso da população e a continuidade dos serviços durante a pandemia, priorizar os grupos mais frágeis e mais expostos ao contágio, reorganizar os processos de trabalho na UBS e no território, introduzir novas práticas e procedimentos para monitoramento de casos e contatos, além de muitas outras soluções, algumas delas extremamente criativas e eficazes”, destaca o pesquisador Renato Tasca, um dos autores do artigo e  coordenador da iniciativa na OPAS Brasil à época. “Os profissionais e gestores da APS mostraram grande compromisso, resiliência, adaptação e capacidade de inovação, liderando processos, dentro do seu âmbito de atuação. Este quadro positivo de participação e compromisso diz muito sobre a centralidade da APS no sistema público de saúde do Brasil e torna evidente a urgente e irrenunciável necessidade de investir na APS e fortalecê-la de verdade”, completa.

O sucesso da Estratégia de Saúde da Família é reconhecido como o melhor modelo de atenção para o Brasil e aparece claramente da análise da 1476 experiências analisadas. Leia o artigo – https://apsemrevista.org/aps/article/view/216

Edição especial Covid-19

A  APS   em   Revista   reverbera  fortemente os  efeitos  da maior   tragédia   sanitária   que   se   abateu sobre  a  humanidade  nos  últimos  séculos.  A pandemia  da  COVID-19,  que  completa  dois anos  desde  o  primeiro  caso  identificado, trouxe inúmeros desafios ao modus operandi dos sistemas de saúde.  Com efeito, as consequências devastadoras causadas  pela  rápida  disseminação  do  vírus colocaram  em  evidência  a  necessidade  de uma   ampla   coordenação   e   solidariedade que  pudessem  preservar  vidas  e  garantir  a saúde  de  todos  e  todas.

Neste contexto, a Atenção Primária à Saúde, para  além  de  sua  permanente  preocupação com  a  prestação  de  serviços  essenciais  de saúde   para   a   população,   teve   que   lidar também  com  os  efeitos  da  pandemia  sobre sua prática cotidiana e estratégica. Por causa disso, este número busca retratar em um primeiro bloco experiências vivenciadas  nesta  pandemia  quanto  à  sua lógica  e  ação.

Acesse a edição – https://apsemrevista.org/aps

#APSForte #defendaoSUS

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Comentários