APSREDES

APS Forte no SUS: confira novo cronograma de resultados

download

Classificados, finalistas e vencedores serão divulgados de fevereiro a março. Premiação reconhece práticas que fazem a diferença no cuidado integral à saúde

 

No ano passado, o Prêmio APS Forte no SUS recebeu mais de mil inscrições de experiências inovadoras na Atenção Primária à Saúde (APS), a principal porta de entrada do Sistema Único de Saúde, em todo o Brasil. Como as inscrições haviam sido prorrogadas até 31 de dezembro de 2021, o cronograma das próximas etapas também foi alterado.

Agora os participantes receberão o resultado da 1ª etapa (classificado, não classificado ou mais informações) até dia 7 de fevereiro pela plataforma do Sisaps, e  os finalistas serão divulgados um mês depois (7/3), pelos sites da APS e APS Redes. Já a última etapa, que é a definição dos projetos vencedores, ocorrerá até 25 de março.

Saiba mais: APS Forte: premiação recebe 1.151 experiências da Atenção Primária

Durante o mês de março, também será possível acompanhar as lives da comunidade de práticas no canal do YouTube Portal da Inovação na Gestão do SUS, sempre às 17h, em que autores de alguns relatos serão convidados a compartilhar o aprendizado com profissionais da área a fim de inspirar e ajudar na construção de uma APS mais resolutiva. Ao todo, serão quatro transmissões, uma para cada eixo temático da premiação, realizadas pelas áreas técnicas do Ministério da Saúde e da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas/OMS) nos dias 10, 17, 24 e 31/3. Por fim, a cerimônia de premiação, com a presença dos finalistas, está prevista para o dia 7 de abril no auditório da Opas em Brasília (DF), sendo os vencedores indicados no momento do evento.

Confira o cronograma completo, e acompanhe o site da APS para ficar por dentro dos resultados de cada etapa.

Sobre o prêmio

A 3ª edição do APS Forte no SUS recebeu relatos de profissionais de saúde, gestores e representantes de projetos que fazem a diferença na Atenção Primária em 2021. Desta vez, a premiação do Ministério da Saúde em parceria com a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas/OMS) no Brasil teve como tema a integralidade no cuidado.

As práticas selecionadas devem promover a melhoria do acesso da população, priorizando e reforçando o papel da APS como porta de entrada prioritária e coordenadora da atenção no sistema de saúde. O prêmio foi organizado em quatro eixos temáticos, sendo o mais concorrido o Eixo 1 – Organização dos serviços de APS para o atendimento integral, com 562 relatos de experiências, em que a linha temática sobre ações de enfrentamento da pandemia de covid-19 recebeu 220 relatos.

Os outros três são: Eixo 2 – Integralidade e Equidade, com registro de 277 inscrições; Eixo 3 – Atenção Integral nos Ciclos de Vida, com 224 relatos de experiências; e Eixo 4 – Promoção da Saúde, com 88 práticas inscritas.

Cada experiência está sendo avaliada por pares. Poderão se classificar para a 2ª etapa de avaliação até 10 experiências por eixo, em ordem decrescente de nota, com intervalo de 0 a 10. O comitê vai selecionar até cinco experiências por eixo para serem as finalistas. Por fim, apenas uma experiência de cada eixo será escolhida por um júri composto por formadores de opinião. Os vencedores vão receber uma viagem internacional.

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram