Adolescentes, jovens e profissionais de saúde vão trocar experiências no encontro do Laboratório de Inovação

Nos dias 20 e 21 de setembro, representantes de 20 experiências desenvolvidas no Sistema Único de Saúde (SUS) que trabalham com adolescentes e jovens, com idades entre 10 a 24 anos, participaram do encontro do Laboratório de Inovação na Atenção Integral à Saúde de Adolescentes e Jovens, em Brasília. A iniciativa está na 3a edição e faz parte da agenda técnica da Coordenação Geral de Saúde de Adolescentes e de Jovens do Ministério da Saúde e da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS).

 

O Laboratório de Inovação na Atenção Integral à Saúde de Adolescentes e Jovens consiste em identificar e valorizar práticas inovadoras desenvolvidas no SUS destinadas ao público que soma cerca de 51 milhões de brasileiros. Os resultados do Laboratório visam subsidiar gestores e profissionais da saúde na implementação de estratégias de promoção mais eficazes no enfrentamento dos agravos à saúde, visando a diminuição da morbi-mortalidade dessa população.

 

As 20 experiências foram selecionadas após chamado público que recebeu 73 inscrições. A definição das finalistas ocorreu logo após a realização das visitas técnicas no território, realizadas em fevereiro a abril deste ano, quando as experiências selecionadas foram conhecidas em profundidade por técnicos do Ministério da Saúde, de secretarias municipais e estaduais de Saúde e da OPAS.

 

Em Brasília, as 20 experiências trocarão conhecimentos entre si e participarão de uma oficina voltada para a produção da publicação técnica intitulada NavegadorSUS, de autoria e organização da OPAS e do Ministério da Saúde. Durante o encontro presencial, os adolescentes e jovens participantes das experiências terão momento específico de trabalho entre si para produção de narrativas audiovisuais sobre ações de promoção da atenção integral à saúde dos adolescentes no Brasil.

 

Confira as 20 finalistas da 3a Edição do Laboratório de Inovação na Atenção Integral à Saúde de Adolescentes e Jovens, por região:

 

Experiência Cidade UF
Projeto Meio Aberto Rio Branco AC
Projeto “Se Liga Aí” Brasiléia AC
Juventude em ação: na trilha da prevenção ao uso/abuso de drogas Fortaleza CE
Jovem e Adolescente não combina com DST-HIV/AIDS, cuida de si e do outro Canindé CE
Experiências da Liga de Promoção à Saúde do Adolescente da Universidade Estadual Vale do Acaraú no Município de Sobral, Ceará Sobral CE
Grupo da diversidade: a inclusão que inclui Brasília DF
Desenvolvimento do trabalho intersetorial do socioeducativo em saúde mental Cuiabá MT
Programa Academia Carioca – Grupo de Karate para crianças e adolescentes Rio de Janeiro RJ
Programa Academia Carioca – Grupo Vem Ser Rio de Janeiro RJ
Rede de Adolescentes e Jovens Promotores de Saúde – RAP da Saúde Rio de Janeiro RJ
Adolescentes promotores e multiplicadores de saúde do Novo Degase: uma experiência de protagonismo juvenil na socioeducação Belford Roxo RJ
SUSDANCE PERUS – saúde e qualidade de vida aos jovens e professores de Perus São Paulo SP
Projeto Pulando Muros São Paulo SP
Lacre do Bem Andradas MG
Agentes mirins de combate a endemias Andradas MG
WW Baleia Branca: estratégia de enfrentamento à situações de auto-agressão Curitiba PR
Projeto Adolescer Consciente União do Oeste SC
Saúde de Adolescente: uma experiência intersetorial de Educação Permanente em Saúde nas Regiões de Saúde 29 e 30 – Rio Grande do Sul Lajeado RS
Treinamento de Habilidades Sociais para Jovens com Transtorno Mental Porto Alegre RS
Grupo terapêutico no desenvolvimento da identidade de adultos jovens com transtorno mental: possibilidades de intervenção em um CAPS Porto Alegre RS