APSREDES

Opas e Ministério da Saúde recebem inscrição para a 3a edição do Laboratório de Inovação na Atenção Integral à Saúde de Adolescentes e Jovens

LABORATÓRIO DE INOVAÇÕES NA SAÚDE INTEGRAL DE

Como aproximar o adolescentes e o jovem da unidade básica de saúde? Trazê-los para serem protagonistas na educação em saúde, para falar com seus pares sobre temas tabus desta fase complexa da vida, como doenças sexualmente transmissíveis, gravidez precoce, prevenção ao uso de drogas? E se o assunto evolui para questões de gênero, qual a melhor maneira de levar informação sobre sexualidade, homoafetividade, respeito à individualidade e saúde? E se o adolescente se encontra cumprindo medida socioeducativa? Como trabalhar temas de saúde em um ambiente pouco amigável e de responsabilização social? Essas indagações são o foco da 3a edição do Laboratório de Inovação na Atenção Integral à Saúde de Adolescentes e Jovens que procura por experiências inovadoras desenvolvidas no setor saúde junto a esse público que soma mais de 51 milhões de brasileiros.

Outra novidade deste edital é o eixo sobre interculturalidade, que busca conhecer práticas em saúde com público de adolescentes e jovens do campo, das águas, da floresta, indígena, negra, quilombola, imigrante, cigana, em situação de rua. “Este edital abrange mais diversidade de atuação com o público jovem. Esperamos receber boas contribuições para aprofundarmos as discussões das políticas de saúde sobre este público”, afirma Alejandra Carrillo, consultora da Unidade Técnica de Sistemas e Serviços de Saúde da OPAS, responsável pelo Portal da Inovação em Saúde. Podem se inscrever para participar do processo seletivo, as práticas que tenham sido identificadas como exitosas na atenção aos adolescentes (10-19 anos) e jovens (20-24 anos), que estejam finalizadas ou em curso com resultados parciais. A convocação vai até o dia 10 de maio e poderá ser feita via formulário on line (http://formsus.datasus.gov.br/site/formulario.php?id_aplicacao=30615), conforme edital que traz os eixos de atuação em que cada experiência deve ser inserida no ato da inscrição VEJA EDITAL.

As práticas inovadoras serão apresentadas em congressos do setor saúde e comporão uma publicação técnica, intitulada Navegador SUS, de autoria e organização da OPAS e do MS. As experiências selecionadas também serão divulgadas pelos veículos de comunicação da OPAS (http://www.paho.org/bra/) e do Portal da Inovação na Gestão do SUS – Redes e APShttp://www.apsredes.org). A iniciativa é fruto da parceria entre o Ministério da Saúde, através da Coordenação Geral de Saúde de Adolescentes e de Jovens (CGASAJ/MS), e a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), por meio das Unidades Técnicas de Sistemas e Serviços de Saúde e de Família, Gênero e Curso de Vida.

Edições Anteriores

As duas edições do Laboratório de Inovação identificou 18 experiências inovadoras desenvolvidas no setor saúde com adolescentes e jovens. As experiências que foram diflucan-fluconazole nas edições anteriores e não foram selecionadas, poderão agora ser reenviadas novamente, se apresentarem resultados.

Edital Laboratório de Inovações Adolescentes e Jovens 2017

Portal da Inovação em Saúde

 

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram