Prêmio APS Forte é tema da edição especial da APS em Revista

porcleomarbrdias

Prêmio APS Forte é tema da edição especial da APS em Revista

A edição especial da publicação APS em Revista com análises das experiências inscritas no Prêmio APS Forte começa a ser elaborada pela equipe da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) e do Ministério da Saúde, especialmente, da Secretaria de Atenção Primária à Saúde (Saps/MS). o grupo formado por consultores e servidores das instituições se reuniu, nesta sexta-feira (31/01), para discutir a elaboração dos artigos para que reflitam o conhecimento trazido pelo prêmio, onde participaram 1.294 experiências. A Revista APS é uma publicação editada pela Rede de Pesquisa em Atenção Primária À Saúde da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco).

“O Prêmio APS Forte não terminou na celebração das boas práticas ocorrido no fim de 2019, onde premiamos 11 experiências que se destacaram na temática ampliação de acesso na APS. Esta edição especial da revista vai reforçar a divulgação do conhecimento técnico e contribuir com as discussões internas do Ministério da Saúde”, destacou o coordenador da Unidade Técnica de Sistemas e Serviços de Saúde da Opas, Renato Tasca.

“Este trabalho demonstra o reconhecimento pelo esforço dos profissionais que participaram do prêmio. O prêmio nos colocou em contato com os trabalhadores do SUS que estão nos municípios. Esta análise em profundidade permitirá ter um panorama das necessidades, das fortalezas, e alimentará as análises das políticas do Ministério da Saúde”, ressaltou representante da Saps/MS, Dirceu Klitzke.

A proposta é dividir os 1.294 relatos de experiências em 15 temas para subsidia

r a discussão e a construção dos textos, que tratam sobre alimentação e nutrição; ampliação e flexibilização de horários e agendas; áreas remotas ou de vulnerabilidades; doenças crônicas; imunização; práticas integrativas e complementares; processos de trabalho; promoção e prevenção da saúde; recursos humanos; saúde bucal; saúde da mulher e materno-infantil; saúde mental; tecnologias de informação e comunicação e vigilância epidemiológica e arboviroses.

Também irá compor a edição especial da APS em Revista os estudos de caso sobre as três experiências vencedora provenientes de Jaraguá do Sul (Santa Catarina)Abaetetuba (Pará) e da comunidade do Salgueiro (Rio de Janeiro), reflexões sobre o panorama internacional frente as experiencias do prêmio e o contexto da APS no SUS . A previsão é que a edição seja publicada no segundo semestre.

– Saiba mais sobre o Prêmio https://apsredes.org/premioapsforte/

%d blogueiros gostam disto: