APSREDES

Resultado Preliminar
1.1 Título da experiência

Escola Saudável

1.2 Autores(as) da experiência

Nome Cargo/Função Município
Lívia Bacharini Lima Nutricionista Brasilia
Érika Soares de Oliveira Patriota Nutricionista Brasilia

1.3 Organização(ções)/Instituição(ções) promotora(s) da experiência

Organização/Instituição
Secretaria de Estado de Educação

1.4 Cidade(s) e Estado (s)

Estado Cidade
Distrito Federal Brasília

1.5 Região do país

Centro-Oeste

1.6 Identificação do(a) autor(a) responsável

Nome Cargo/Função Município
Lívia Bacharini Lima Nutricionista Brasíia

1.7 Eixo temático da experiência

Eixo 2 - EAN no campo da Educação

1.8 Público participante da experiência

Crianças - 5 a 10 anos

1.9 Onde esta experiência foi desenvolvida

saúde
ASSISTÊNCIA SOCIAL
EDUCAÇÃO
Escola Pública
Ensino Fundamental
SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL
OUTROS
1.10 Na avaliação do grupo responsável esta experiência atendeu e/ou promoveu os seguintes princípios
todas as pessoas têm o direito de ter acesso à alimentação adequada saudável
intersetorialidade

Por favor justifique/comente sua resposta

A experiência trabalhou com os princípios do Guia alimentar, trazendo a luz o conhecimento do acesso á alimentação adequada e saudável.

2. OBJETIVOS E PRINCÍPIOS RELACIONADOS À EXPERIÊNCIA

2.1 Objetivo(s): Qual é/foi a finalidade das atividades desenvolvidas

Esse projeto tem como objetivo disseminar conhecimento ajudando na promoção de hábitos mais saudáveis em crianças e contribuir para que os alunos possam ter autonomia nas escolhas de alimentos mais saudáveis, considerando uma educação alimentar e nutricional.

2.2 Os objetivos e as atividades desenvolvidas adotaram de maneira explícita algum ou alguns dos princípios do Marco de Referência de Educação Alimentar e Nutricional para Políticas Públicas

I - Sustentabilidade social, ambiental e econômica
II- Abordagem do sistema alimentar, na sua integralidade
III- Valorização da cultura alimentar local e respeito à diversidade de opiniões e perspectivas, considerando a legitimidade dos saberes de diferentes naturezas
IV- A comida e o alimento como referências; Valorização da culinária enquanto prática emancipatória
V- A Promoção do autocuidado e da autonomia
VI- A Educação enquanto processo permanente e gerador de autonomia e participação ativa e informada dos sujeitos
2.3 Quais temas/diretrizes dos Guias Alimentares para População Brasileira e/ou para Crianças brasileiras menores de 2 anos são/foram abordados na experiência?
Essa experiência aborda os 10 passos propostos no Guia Alimentar para a População Brasileira.
2.4 Vocês consideram que esta experiência pode contribuir de maneira direta ou indireta a um ou mais dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável ?
ODS 3 - Assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, em todas as idades
ODS 4- Assegurar a educação inclusiva e equitativa e de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos

3. ETAPAS DE DESENVOLVIMENTO DA EXPERIÊNCIA

3.1 Como foi identificada a necessidade de realização desta experiência
Através da realização do diagnostico nutricional dos alunos bem como na observação dos hábitos alimentares dos alunos.
3.2 Foi realizado algum diagnóstico da situação (observação da realidade, levantamento de demandas junto ao público etc) antes de iniciar a experiência
Sim
descreva rapidamente
Foi observado durante o recreio o habito alimentar dos alunos, bem como tipo e a qualidade dos alimentos que eram levados de casa.
3.3 Como foram definidos as prioridades e objetivos da experiência
As prioridades e objetivos da experiência foram definidos através do resultado da avaliação antropométrica e também da necessidade de trabalhar com ações que desenvolvessem a capacidade de autonomia alimentar dos alunos.
3.4 Os sujeitos da ação participaram das etapas de planejamento da experiência?
Não
sim, em quais etapas e como participaram ?
Não participaram
3.5 Foram desenvolvidas metodologias ativas como estratégias pedagógicas para a EAN
Sim
Se sim, indique a(s) metodologia(s) com uma breve descrição
Todas as atividades trazem os alunos para o protagonismo, onde eles são o centro. Em todas as atividades são realizadas atividades práticas, como oficina culinária, jogos interativos, jogos de sentidos, dentre outros.
3.6 Foram utilizados recursos materiais nas atividades desenvolvidas
Sim
sim, quais recursos?
Jogos, alimentos em biscuit, embalagens gigantes
3.7 Sua experiência se configura no desenvolvimento de materiais educativos e desenvolvimento de tecnologias sociais a serem aplicados por outros profissionais?
sim
Descreva sobre o material/tecnologia social
Esse projeto apresenta algumas ações em que foram produzidos jogos e atividades para realizar as ações, podendo ser replicado por outros profissionais.
3.8 Como a experiência foi avaliada e quais os resultados obtidos
Ao final de cada ação era realizado um levantamento com os participantes, sobre o que tinham gostado na ação, e se tinham alguma contribuição para a ação. E ao final do projeto o professor responsável pela turma realizava um avaliação do projeto.
3.9 Relevância: Na avaliação das/os responsáveis, essa experiência contribuiu para algum nível de mudança/melhoria da realidade alimentar e nutricional das pessoas envolvidas; e/ou gerou experiência/conhecimento que pode contribuir para a prática de EAN em outros momentos e realidades
Por ser um projeto que conta com 6 encontros, com duração de aproximadamente um mês e meio, possibilita reflexões mais longas pelos participantes contribuindo para possíveis mudanças e melhoras no padrão alimentar. Durante esse período mesmo que o nutricionista responsável não estivesse presente, era deixado um cartaz para que as dúvidas e conquistas pudessem ser lançadas e assim no outro encontro era trabalhado. Esse projeto é de fácil execução sendo viável a replicação por outros locais e instituições.

4. RELATO RESUMIDO DA EXPERIÊNCIA

Relato resumido da experiência
O Escola Saudável é um projeto de Educação Alimentar e Nutricional voltado para alunos do Ensino Fundamental – anos iniciais, que utiliza os “dez passos para uma alimentação adequada e saudável” propostos pelo Guia Alimentar para a População Brasileira, elaborado pelo Ministério da Saúde. São 6 encontros com cada turma, um por semana, com atividades lúdicas que visam levar informação sobre boas práticas alimentares, auxiliando os escolares a adotarem voluntariamente, escolhas alimentares mais saudáveis. No 1º , as atividades são realizadas com o intuito de abordar os passos 1, 3 e 4 do Guia Alimentar para a População Brasileira. Atividades dinâmicas como o “semáforo dos alimentos”, o tapete colorido, a trilha dos alimentos e jogo de tabuleiro serão desenvolvidas, com o objetivo de mostrar a diferença entre os alimentos in natura, processados e ultraprocessados. O segundo encontro tem como intuito abordar os conceitos de gordura, óleos, sal e açúcar tais como as quantidades desses ingredientes em alimentos industrializados e a importância da visão crítica acerca das informações veiculadas em propagandas publicitárias, englobando os passos 2 e 10 do Guia Alimentar para a População Brasileira. No terceiro encontro, serão trabalhado os conceitos presentes nos passos 01 e 06 do Guia Alimentar para a População Brasileira. Os objetivos serão valorizar o consumo dos alimentos in natura, estimular o diálogo sobre preservação ambiental e a preferência por produtores locais e feiras livres onde há produtos orgânicos e frutas da estação. Esse encontro poderá ser trabalhado de 02 formas. A primeira é a implementação de uma horta na escola. E a segunda, caso seja viável, realizar uma visita pedagógica a uma horta comunitária de sua região. No quarto encontro ocorre a Gincana dos 5 sentidos, onde serão realizadas atividades lúdicas trabalhando os sentidos do corpo humano e estimulando a alimentação saudável associada a movimentação corporal. No quinto encontro, o objetivo é abordar os passos 5, 7, 8 e 9 com os alunos, por meio da realização de uma oficina culinária, em que uma receita saudável será elaborada. E para finalizar o sexto encontro Os alunos deverão elaborar uma atividade com o auxílio da professora para apresentar à equipe de nutrição e /ou realizar uma apresentação para as demais turmas da escola. Esta atividade é de grande importância para a avaliação do aprendizado dos alunos sobre os temas abordados durante a realização do projeto.

5. DOCUMENTOS

5.1 Campo para inserção de arquivo de imagens que documentaram a experiência
Campo para inserção de arquivo de documentos produzidos relacionados à experiência