APSREDES

Concluída a etapa das visitas técnicas aos serviços de saúde participantes do Laboratório de Inovação em Atenção Domiciliar

Tão diversas como as muitas realidades brasileiras são as experiências de atenção domiciliar implantadas em todo o país. Ao longo dos meses de julho e agosto, a equipe do Laboratório de Inovação em Atenção Domiciliar (LIAD) visitou os 10 serviços de AD selecionados entre as experiências inscritas que atenderam a um chamamento público lançado em janeiro deste ano. Neste período, a equipe do Laboratório conheceu de perto 19 experiências desenvolvidas por estes serviços, escolhidas entre 66 trabalhos inscritos.

“Estas visitas foram importantes para que pudéssemos aprofundar o conhecimento a respeito destas experiências, com relação às inovações que desenvolveram no cotidiano do trabalho. Conhecer  melhor as dificuldades enfrentadas por gestores, profissionais dos serviços, pacientes e seus cuidadores faz com que esta forma de atenção à saúde, por si só já seja inovadora, e alcance os objetivos”, afirma a coordenadora do Laboratório de Inovação em Atenção Domiciliar, Maria Helena Brandão.

Como resultado das visitas, está em fase de produção uma série de relatos sobre o que a equipe do LIAD encontrou nestes locais. Estas narrativas serão reunidas em uma publicação da série NavegadorSUS, que também trará um panorama desta modalidade de atenção em outros países.

As inovações buscaram resolver as demandas das populações atendidas por estes serviços, promovendo a desospitalização, o atendimento em emergências e em hospitais gerais de pacientes que podem prosseguir o tratamento em suas casas, perto de suas famílias. Também iniciativas que buscaram humanizar o cuidado, como o apoio aos familiares de pacientes terminais que optam pelo óbito no domicílio, atenção que se estende ao período do luto.

Além de reconhecer o trabalho destes profissionais e gestores e proporcionar uma troca de experiências entre os serviços, os resultados do LIAD poderão contribuir para que o Sistema Único de Saúde avance na regulamentação da Atenção Domiciliar.

Na primeira quinzena de dezembro, um seminário em Brasília reunirá os profissionais dos serviços selecionados e também de outros implantados no país para discutir não só o caráter inovador da AD, mas também suas dificuldades e as soluções encontradas.

Por Beth Almeida, para o Portal da Inovação

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram