envelhecer_bem-1100x738

Especial Saúde do Idoso – Veja como prevenir quedas que podem ser fatais em idoso

A queda em pessoas idosas constitui importante problema de saúde pública e é tema de grande preocupação mundial devido a sua alta morbidade e mortalidade. As quedas ocupam o primeiro lugar entre as causas de morte acidentais entre os idosos, segundo levantamento do Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM) do Ministério da Saúde. A prevenção é a melhor forma de reduzir a sua incidência, complicações e as internações decorrentes das quedas. A prática de exercícios físicos que melhoram a força e o equilíbrio são indicados por especialistas para reduzir o risco de quedas em idosos.

A geriatra Vanessa Assalim ressalta a importância da atividade física para idosos

“Nunca podemos esquecer que as quedas não são um acontecimento normal do envelhecimento e ela deve ser prevenida, investigada e tratada”, ressalta a geriatra Vanessa Assalim, colaboradora do Espaço Você Saudável. “O médico que faz o acompanhamento clínico do paciente deverá fazer uma investigação detalhada para procurar os fatores que podem ter contribuído para a ocorrência da queda, propor intervenções para o controle destes fatores e iniciar um programa de prevenção com exercícios físicos que melhorem a força muscular e o equilíbrio, como é o caso do Tai Chi Chuan, musculação, hidroginástica e outros”, explica a geriatra. Segundo estudos, mais da metade da população com mais de 65 anos cai pelo menos uma vez ao ano, e metade destes episódios leva a algum tipo de lesão, sendo 5% de machucados graves e 5% de fraturas, sendo que as mais comuns ocorrem no fêmur, úmero, rádio distal e costelas. “Devemos ficar atentos também com o fato que após a queda, o idoso pode restringir suas atividades por temor de novas quedas, pela dor e também pela perda de confiança na capacidade de caminhar, o que pode contribuir para a piora do declínio funcional, da depressão, da baixo autoestima e isolamento social”, alerta Vanessa Assalim. Alguns medicamentos podem ocasionar as quedas, entre eles: as drogas psicoativas (de uso controlado), as de uso cardiológico, como diuréticos, antiarrítmicos e vasodilatadores, mas o principal vilão é a polifarmácia (uso concomitante de cinco ou mais medicamentos). O geriatra Wilson Sales, também colaborador do Espaço Você Saudável, alerta que ambientes inapropriados também favorecem as quedas em idosos. Entre os principais fatores relacionados ao ambiente estão iluminação inadequada, superfícies escorregadias, tapetes soltos ou com dobras, degraus altos ou estreitos, obstáculos no caminho (móveis baixos, pequenos objetos e fios), ausência de corrimãos em corredores e banheiros, prateleiras excessivamente baixas ou elevadas, roupas e sapatos inadequados, via pública mal conservada com buracos ou irregularidades e órteses inapropriadas. Quedas em instituições e domicílios Um estudo realizado em uma instituição geriátrica de Salvador, em 2003, que observou 316 idosos com mais de 65 anos, apontou que a prevalência é maior em mulheres, ocorreram próximo à cama (46%), ao  levantar-se para ficar de pé (15%) e no horário da manhã (45%). As causas das quedas estão relacionadas a falta de força muscular, uso de medicamentos, depressão, distúrbio no equilíbrio e marcha, problemas de visão alteração nos pés e ausência de atividade física. Outro estudo que analisou 47 fichas de atendimentos a idosos vítimas de queda no domicílio, no primeiro semestre de 2006, atendidos pelo Corpo de Bombeiros do município de São Paulo mostra que: 59% das vítimas foram homens, 40% ocorreram no período noturno, 27% relataram ser diabéticos, 80% disseram ter dificuldade para caminhar, 76% dos idosos estavam sozinhos em casa no momento do acidente e 74% sofreram quedas do mesmo nível.

Dicas A seguir, dicas para reduzir o risco de quedas domiciliares elaboradas pela Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo – http://www.portalodm.com.br/publicacao/493/manual-de-prevencao-de-queda-em-idosos)

Banheiro – Não utilize tapetes de tecido (ou retalhos), eles podem provocar escorregões – Não se apoiar na cortina, no box ou no registro – Instale barras de apoio próximo ao chuveiro e do vaso sanitário – Na dificuldade ao abaixar-se durante o banho, utilize uma cadeira de plástico firme e resistente – Use tapetes emborrachados antiderrapantes – Aumente a iluminação: use lâmpadas fluorescentes, cortinas claras, assento do vaso sanitário e pia em cores diferentes do piso e do chão – Use assento elevado no vaso sanitário

Quarto -Evite camas muito baixas e colchões muito macios. Você pode ter dificuldade para levantar ou deitar – Nunca levante no escuro. Providencie um interruptor de luz ao lado da cama, um abajur, ou mantenha uma luz de vigília acesa (corredor ou banheiro) – Mantenha o espaço entre os móveis para circulação

Sala O ambiente deve ser bem iluminado, cortinas abertas e claras, paredes de cores leves facilitam a iluminação. – Mantenha o espaço livre para circulação, retire os obstáculos: • tapetes • mesa de centro • objetos espalhados pelo chão –       Evite encerar o piso –       
Mantenha os fios dos aparelhos próximos às tomadas –       Prefira sofás mais altos e firmes e poltronas com braços

Escada –       Instalar: corrimãos nos dois lados e fita antiderrapante nos degraus –       Interruptor de luz no início e no final da escada

Cozinha – Os armários devem ser de fácil alcance e fixados à parede – Coloque os objetos que utiliza mais vezes em uma altura de fácil alcance – Evite tapetes ou passadeiras Mais informações: – http://www.portalodm.com.br/publicacao/493/manual-de-prevencao-de-queda-em-idosos

http://www.redalyc.org/pdf/842/84212434005.pdf

http://bases.bireme.br/cgi-bin/wxislind.exe/iah/online/?IsisScript=iah/iah.xis&nextAction=lnk&base=LILACS&exprSearch=416276&indexSearch=ID&lang=p

Saiba Mais Para estimular o idoso e seus familiares a serem corresponsáveis no processo de controle da doença e no cuidado com a saúde, o Espaço Você Saudável preparou uma série especial com matérias sobre a Saúde do Idoso. O objetivo é auxiliar o leitor e sensibilizá-lo para os desafios rotineiros e conhecer melhor as particularidades da saúde nesta fase da vida. O conteúdo é produzido com a parceria dos médicos geriatras Wilson Sales e Vanessa Assalim, ambos colaboradores do Espaço Você Saudável. Todos as matérias especiais estarão publicadas até junho, acompanhe: –      Como avaliar a saúde do Idoso –      O que é a iatrogenia, saiba como evitá-la –      Vacina contra a Gripe é a melhor forma de prevenção –       A importância do autocuidado –       Como lidar com situações corriqueiras do dia-a-dia (vestimentas, não esquecer compromissos) –       Cuidados odontológicos necessários para o Idoso –       Alimentação mais saudável para idoso –       Mudança de hábitos na fase idosa – será que vale a pena? –       Você está tomando a medicação correta? –       Estresse decorrente do ato de cuidar do paciente idoso

Matérias sobre manejo e gestão

–       O que é Linha de Cuidado e Plano de Cuidado? –       Fragilidade da saúde do idoso – estratificação do risco –       Perfil do idoso no setor suplementar (capacidade funcional dos idosos beneficiários) –       A importância de aderir à programas de Promoprev voltados para a Saúde do Idoso

Fonte – Espaço Você Saudável

Compartilhe

« Voltar