OPAS realiza o seminário “Atenção Primária à Saúde – estratégia chave para a sustentabilidade do SUS” (Programação)

A Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) promove a partir desta terça-feira (17/04), o seminário Atenção Primária à Saúde – estratégia chave para a sustentabilidade do SUS com a participação de especialistas nacionais e internacionais para discutir as evidências científicas sobre o tema e experiências inovadoras provenientes de secretarias municipais e estaduais de saúde. O encontro, que se encerra na quarta-feira (18), faz parte da agenda 30 Anos de SUS, que SUS em 2030?, desenvolvida pela OPAS, para propiciar debates técnicos em prol do fortalecimento do SUS. Este seminário conta com o apoio do Ministério da Saúde, do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems) e do Banco Mundial. O seminário será noticiado pelo canal do facebook @inovacaoemsaude e também pelo site www.apsredes.org.

Confira a programação:

17 DE ABRIL DE 2018

9h00 Mesa de Abertura

9h30 Mesa 1: Relevância da estratégia de APS na melhoria das condições de saúde

  • Impacto da APS na redução das desigualdades em saúde e na melhora dos indicadores de saúde no Brasil e no mundo. James Macinko, Universidade de Califórnia. Los Angeles, Estados Unidos.
  • Programa Mais Médicos – impacto de uma política pública exitosa. Elisandrea Sguario Kemper, Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde. Distrito Federal, Brasil.

Coordenação da mesa: Ministério da Saúde

11h00 Coffee Break

11h20 Debate

13h00 Almoço

14h30 Mesa 2: Sistemas baseados na APS são mais eficientes

  • Evidências internacionais de melhora da eficiência de sistemas de saúde baseados na APS. Maureen Lewis, Banco Mundial. Washington, Estados Unidos.
  • Experiências mais significativas de APS, rumo à cobertura e acesso universal em saúde. Edson Araújo, Banco Mundial. Washington, Estados Unidos.

Coordenação da mesa: Banco Mundial

16h00 Debate

 

 

18 DE ABRIL DE 2018

 

9h00 Mesa 3: O papel da APS no cuidado das condições crônicas

  • Inovando no modelo de atenção e reorganizando o sistema de saúde para responder aos novos desafios. Sergio Minué, Escola de Saúde Pública de Andaluzia. Granada, Espanha.
  • Experiências inovadoras no SUS com atenção a portadores de condições crônicas. Eugênio Vilaça Mendes, CONASS. Minas Gerais, Brasil; e Mônica Viegas, Universidade Federal de Minas Gerais. Minas Gerais, Brasil.

Coordenação da mesa: CONASS

11h00 Coffee Break

11h20 Debate

13h00 Almoço

14h30 Mesa 4: APS forte:  desafios da gestão e formação dos recursos humanos

  • Políticas de Recursos Humanos na Saúde voltadas para o fortalecimento da APS no Canadá. Jacques Girard, Universidade Laval, Quebec, Canadá.
  • A experiência do CONVERTE: inovando a gestão do trabalho para fortalecer a APS no Distrito Federal. Humberto Fonseca, Secretaria de Saúde do Distrito Federal. Distrito Federal, Brasil.
  • Formando profissionais orientados para a APS: a experiência da Escola Multicampi de Ciências Médicas no Rio Grande do Norte. George Dantas, Escola Multicampi de Ciências Médicas da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Rio Grande do Norte, Brasil.

Coordenação da mesa: CONASEMS

16h00 Debate

17h30 Coffee Break de encerramento