Confira o cronograma do Laboratório de Inovação na Atenção Integral à Saúde de Adolescentes e Jovens

No dia 3 de dezembro, serão divulgadas as experiências da 3a edição do Laboratório de Inovação na Atenção Integral à Saúde de Adolescentes e Jovens que receberão a visita no território de representantes do Ministério da Saúde e da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS). Das 73 inscrições recebidas após chamado público, 63 atenderam aos critérios do Edital e estão na segunda etapa de avaliação que está sendo realizada por uma comissão, composta por assessores da Coordenação Geral de Saúde dos Adolescentes e Jovens do Departamento de Ações Programáticas Estratégicas e do Programa Saúde na Escola do Departamento de Atenção Básica (Ministério da Saúde) e por consultores da OPAS. O Laboratório de Inovação busca identificar práticas inovadoras desenvolvidas nos serviços de saúde que trabalham com adolescentes e jovens (10 a 24 anos), público que soma 51 milhões de brasileiros.

A comissão está dividida em cinco grupos conforme os eixos temáticos do Laboratório:  Proteger e Cuidar de Adolescentes na Atenção Básica, Participação Juvenil, Integralidade das ações de saúde para adolescentes que estão em Sistema Socioeducativo, Educação permanente de profissionais em saúde e Interculturalidade e gênero. As experiências selecionadas pela comissão serão conhecidas no território a partir de janeiro a maio de 2018. Após a fase das visitas, serão definidas as experiências finalistas do Laboratório de Inovação que participarão de uma oficina de trabalho em Brasília, prevista para ocorrer em junho.

As experiências inovadoras finalistas serão sistematizadas e divulgadas pelo Laboratório de Inovação por meio da Série Técnica InovadorSUS, de autoria da OPAS com o Ministério da Saúde e também serão divulgadas pelos veículos de comunicação da OPAS (http://www.paho.org/bra/) e do Portal da Inovação na Gestão do SUS (apsredes.org).

Critérios de Avaliação

Conforme previsto no Edital, as experiências serão analisadas por meio dos seguintes critérios: relevância para o SUS; regionalidade; caráter inovador; sustentabilidade; reprodutibilidade em contexto similares; clareza e objetividade na apresentação escrita; alinhamento aos Princípios e Diretrizes do SUS e resultados. Para cada categoria, a comissão avaliadora pontuará a experiência como irrelevante, pouco relevante, relevante e muito relevante. Cada experiência será avaliada por, no mínimo, dois integrantes da comissão que defenderão no grupo a pontuação dada para cada experiência. O resultado da avaliação será divulgado no dia 3 de dezembro e, após esta data, será feito o agendamento das visitas com os responsáveis pelas práticas no território.

A iniciativa do Laboratório de Inovação é fruto da parceria entre o Ministério da Saúde, através da Coordenação Geral de Saúde de Adolescentes e de Jovens (CGASAJ/MS), e a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), por meio das Unidades Técnicas de Sistemas e Serviços de Saúde e de Família, Gênero e Curso de Vida.

– Conheça o site do Laboratório de Inovação na Atenção Integral à Saúde de Adolescentes e Jovens – http://apsredes.org/edicoes-jovens-e-adolescentes/

Link Edital da 3a. Edição

 

 

 

 

 

 

 

Recommend to friends
  • gplus
  • pinterest

Leave a comment